Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Aprovado projeto que cria cinema especial para autistas

19 de novembro de 2022 : 16:04

Projeto de lei 133/2019, elaborado pela deputada federal Renata Abreu (Podemos-SP) foi aprovado hoje (09) pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços ( CDEICS ) da Câmara dos Deputados. O próximo passo é análise do texto na Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência.

De acordo com a proposta, as salas de cinema deverão oferecer recursos de acessibilidade para a pessoa com deficiência, e realizar, semanalmente, sessões sensoriais adaptadas para quem tem Transtorno do Espectro Autista.

Renata comemorou a aprovação do projeto. “A demanda por essas sessões é enorme e sinaliza que, sem qualquer prejuízo para o exibidor, é possível estender a iniciativa para todos os espaços de exibição cinematográfica, de modo a tornar possível a experiência do cinema às pessoas com TEA e que estejam na companhia de familiares, amigos ou parceiros.”

No Brasil, estima-se haver dois milhões de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). São mais de 300 mil só no Estado de São Paulo. E no mundo, 70 milhões.

Dados do CDC (Center of Deseases Control and Prevention), órgão ligado ao governo dos Estados Unidos, revelam que há um caso de autismo a cada 110 pessoas no mundo.
SESSÃO AZUL

Criado pelas psicólogas Carolina Salviano e Bruna Manta e pelo gerente de projetos de tecnologia da informação Leonardo Cardoso, o projeto Sessão Azul tem levado milhares de crianças autistas ao cinema. Nas sessões adaptadas, o ambiente permanece com algumas luzes acesas, o som é mais baixo, não são exibidos trailers nem propagandas na telona e a plateia é livre para andar, dançar, gritar ou cantar à vontade.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>