Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

UFMA distingue personalidades que contribuem para a educação e cultura do estado com a entrega da Medalha Sousândrade

13 de outubro de 2022 : 19:00
Será realizada nessa sexta-feira, 14, a partir das 18h30, no Palácio Cristo Rei, localizado na Praça Gonçalves Dias, a solenidade de entrega da Medalha Sousândrade, que marca o início da programação comemorativa aos 56 anos de fundação da Universidade Federal do Maranhão, em 21 de outubro.
Instituída pelo Conselho Universitário (consun), em 22 de setembro de 1981, a Medalha Sousândrade é entregue a profissionais que tenham trabalhado pela instituição e que, ao longo de sua atuação, contribuíram de forma significativa na estruturação, funcionamento e projeção da Universidade ao longo da sua existência. A medalha também é concedida a personalidades que, embora não atuem na UFMA, trabalharam em prol da educação e da cultura do Maranhão.
Nesta edição, a medalha Sousândrade, que tem por objetivo reconhecer pessoas que tenham envolvimento com o meio acadêmico, será outorgada a catorze personalidades, como o secretário do Tribunal de Contas da União do Estado, Alexandre José Caminha Walraven, o procurador geral de justiça do Ministério Público do Estado do Maranhão, Eduardo Jorge Hiluy Nicolau, a professora Enide Moreira Lima Jorge Dino, o presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão, Francisco José de Carvalho Neto, o presidente da Academia Maranhense de Ciências, professor Henrique Mariano Costa do Amaral, presidente e conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, Joaquim Washigton Luiz Oliveira, presidente da Academia Maranhense de Medicina, José Márcio Soares Leite, o presidente da Academia Maranhense de Letras, desembargador Lourival Serejo, a reitora de Uemasul, Lucilea Ferreira Lopes Gonçalves, presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, Paulo Sergio Velten Pereira, presidente da Empresa Pacotilha, editora de O Imparcial, Pedro Batista  Freire, o diretor de redação de O Imparcial, Raimundo Nonato Borges, o juiz federal Roberto Carvalho Veloso, a professora e poetisa da Academia Maranhense de Letras, Sonia Maria Correa Pereira Mugschl, e o desembargador federal do TRT-MA, James Magno Araújo Farias.
A Medalha leva esse nome devido à figura de Joaquim de Sousa Andrade, publicamente conhecido por Sousândrade, um dos maiores poetas do Brasil. Ele foi presidente do primeiro conselho municipal de São Luís, criou escolas municipais mistas e noturnas da cidade, idealizou a bandeira do estado e foi um dos primeiros intelectuais que tentou instituir uma universidade no Maranhão.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>