Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Justiça Federal atesta que Detinha possui quatro processos que podem gerar inelegibilidade

29 de agosto de 2022 : 09:55

A Justiça Federal emitiu uma certidão que evidencia o potencial de inelegibilidade de Detinha. Após a candidata a deputada federal aparecer na lista de contas reprovadas do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, agora foi a vez do Tribunal Regional Federal da 1ª região apresentar os processos que tramitam e podem deixar a mulher de Josimar de Maranhãozinho fora das eleições.

De acordo com o documento: “CERTIFICAMOS, na forma da lei, que, consultando os sistemas processuais abaixo indicados, CONSTAM, até a presente data e hora, PROCESSOS com potencial de gerar inelegibilidade contra: MARIA DEUSDETE LIMA CUNHA RODRIGUES

MA 0052524-10.2013.4.01.3700 AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA 6ª – São Luís
MA 0070124-73.2015.4.01.3700 AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA 6ª – São Luís
MA 0042837-72.2014.4.01.3700 AÇÃO CIVIL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA 6ª – São Luís
MA 0025309-54.2016.4.01.3700 AÇÃO PENAL – PROCEDIMENTO ORDINÁRIO 2ª – São Luís

Certidão emitida em 26/08/2022, às 12:31:12 (data e hora de Brasília), abrange a Justiça Federal de 1º Grau na(s) seguinte(s) unidade(s) federativa(s): Maranhão.

Diante dessa situação, o juiz Cristiano Simas de Sousa concedeu prazo de três dias para a impugnante da candidatura de Jordana de Sousa Torres, apresentar suas considerações sobre o pedido de inelegibilidade.

Sendo assim, Detinha vai entrar o mês de setembro sem ter seu registro de candidatura julgada e pairando uma dúvida sobre sua elegibilidade.

Todos os documentos podem ser acessados no site do TRE-MA.

Documento da Justiça Federal que apontam os processos de Detinha

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>