Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Após retomada, número de casamentos aumenta 17,5% de 2021 para 2022

21 de agosto de 2022 : 13:10

Durante o período de pandemia, diversos eventos foram cancelados ou adiados. No entanto, a partir do segundo semestre de 2021, após a vacinação, houve uma retomada dos casamentos e este número cresceu vertiginosamente. Em 2021, a plataforma de sites dos noivos e listas de presentes iCasei registrou mais de 63 mil eventos, sendo que 30,5% foram realizados no primeiro semestre e 69,5% a partir da segunda metade do ano. No entanto, em 2022, o iCasei já contabiliza mais de 74 mil casamentos, sendo que 52,8% aconteceram no primeiro semestre e 47,2% estão previstos para o segundo.

“A estimativa é que mais de 80% dos casamentos que iriam acontecer em 2020 precisaram ser adiados. Em Julho de 2021, sentimos a retomada dos eventos e o volume de casamentos acumulados se estendeu ao longo de todo o primeiro semestre de 2022. Com estes números, temos um aumento de 17,5% na quantidade de eventos de um ano para o outro. Além disso, se compararmos o primeiro semestre de 2021 com o mesmo período de 2022, este crescimento chega a 103,6%. Para a segunda metade de 2022, estimamos que o número de casamentos ultrapasse a 40 mil”, aponta Diego Magnani, CCO do iCasei.

Este aumento no número de eventos também refletiu no crescimento da plataforma iCasei. “Em 2021, os valores movimentados nas listas de presentes cresceram 65,5% sobre 2020. Já em 2022, até o momento, o crescimento é de 19% sobre o ano anterior. No período pré-pandemia, o crescimento médio dos últimos cinco anos foi de 14,5%. Após a retomada, o nosso objetivo é crescer, no mínimo, 20% ao ano” destaca Luis Machado, CEO do iCasei.

Média do valor de presentes de casamento

A pandemia também causou uma queda no valor que os convidados gastam em presentes para os noivos. No entanto, este ticket médio, aos poucos, tem subido novamente. “Em 2018, o valor médio de cada presente foi de R$ 238. No ano seguinte, o ticket médio foi de R$ 218. Em 2020, devido à pandemia, este valor caiu para R$ 176. Em 2021, voltou a crescer para R$ 182. Agora, em 2022, o ticket médio gasto até o momento foi de R$ 199”, explica Machado.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>