Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Lula relembra quando intercedeu para soltar sequestradores que “cometeram um erro”

21 de junho de 2022 : 12:44

Na última sexta-feira (17), o ex-presidente Lula (PT), em comício na cidade Maceió (AL), relembrou um fato que estava esquecido ou que muitos nem lembravam. O petista relembrou que em 1998, intercedeu junto ao presidente da época, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), para que ele soltasse os sequestradores do empresário Abilío Diniz. A fala serviu de combustível para Bolsonaro (PL), que mais uma vez apontou que o presidenciável é defensor dos criminosos.

Em 1989, dez homens – cinco chilenos, dois argentinos, dois canadenses e um brasileiro – sequestraram o empresário Abílio Diniz, o mantiveram em cárcere privado e pediram um resgate de U$ 30 milhões de dólares. A ação criminosa terminou na prisão de todos os envolvidos.

Os sequestradores já estavam nove anos presos, quando Lula pediu ao ministro da Justiça da época, Renan Calheiros, para que concedesse o indulto, pois os presidiários estavam fazendo greve de fome e já ameaçavam fazer greve líquida, ou seja, ficar sem beber água, o que na visão do ex-presidente petista resultaria na morte de todos eles.

A pedido de Lula, FHC concedeu em 31 de dezembro de 1998, a extradição aos estrangeiros e a soltura do brasileiro. Mas antes, Lula foi até o presídio verificar se todos estavam bem.

Veja o relato de Lula:

 

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>