Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Jovens vivenciarão experiência no exterior por meio do Cidadão do Mundo

17 de junho de 2022 : 18:39

Cerca de 50 jovens, muitos marinheiros de primeira viagem, terão uma experiência única: a realização do tão sonhado intercâmbio para aprender um novo idioma e costumes de outros países. É o Cidadão do Mundo, financiado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, que segue em sua 6ª edição contemplando 50 jovens para destinos como Argentina, África do Sul e França.

Até julho esses jovens estarão nos seus destinos. Nesta etapa, acontece a preparação do grupo pelos profissionais da área. É o caso da equipe da Via Mundo, responsável em encaminhar 10 jovens para Córdoba, na Argentina. O diretor da Via Mundo, Antonio Bacelar, fala sobre a experiência. “Os alunos, antes da viagem recebem informações sobre o período de intercâmbio, hospedagem, escola que vão frequentar e os principais desafios que devem encontrar”, destaca Bacelar. Os jovens também participaram de reuniões de orientação com a equipe da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), executora do programa.

O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, pontua como funciona o projeto. “O programa possibilita que estudantes oriundos de escola pública possam ter uma experiência de intercâmbio, de aprendizado de línguas, em três destinos diferentes a cada edição. Todos os selecionados vão embarcar dia 01 julho e ficarão no destino por três meses. O foco é trazer uma experiência rica para os estudantes”, destaca Davi

A estudante, Petrunia Galvão, ressalta a importância do projeto, que vem dando oportunidade para muitos alunos. “Essa viagem foi uma espera ansiosa para nós, devido ao adiamento por conta da pandemia. E finalmente chegou o momento de realizar esse sonho. Um sonho que já mudou a vida de muitos jovens e que mudará a minha também”. diz Petrunia.

Os estudantes foram selecionados, desde 2020, pelo edital lançado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, porém, devido ao período pandêmico, a viagem havia sido adiada. A experiência vai durar 90 dias, mas o aprendizado será para a vida toda. Os alunos maranhenses receberão bolsa auxílio no valor de R$ 4.500,00 para serem utilizados durante o período em que estiverem no exterior. O valor repassado é por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema). Os jovens contemplados são maranhenses entre 18 e 24 anos, alunos que vieram do ensino médio da rede pública de ensino ou de instituições de ensino vinculadas a entidades paraestatais ou a fundações sem fins lucrativos.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>