Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Instituto Exata que aponta Weverton na liderança em 2022, errou em 2020 ao colocar Neto Evangelista no 2º turno

14 de junho de 2022 : 11:44

Algo de errado não está certo! O Instituto Exata contratado pelo jornal O Imparcial divulgou nesta terça-feira (14), que Weverton Rocha (PDT), lidera a corrida eleitoral para a disputa do Governo do Maranhão. No entanto, chama a atenção, pois foi a mesma empresa que às vésperas da eleição para prefeito de São Luís em 2020, que colocou Neto Evangelista (União), como adversário de Eduardo Braide (sem partido), no segundo turno.

No dia 14 de novembro de 2020, véspera da eleição no dia 15 de novembro, ou seja, 24 horas antes da votação, o Instituto Exata divulgou que Eduardo Braide tinha 39%; Neto Evangelista 19%; Duarte 18%; Rubens Júnior 12%; Bira do Pindaré 7%; Jeisael e Yglesio 2%, cada um; Silvio Antônio 1% e Hertz Dias e Franklin Douglas 0%.

Porém, abertas as urnas no dia 15 de novembro, o resultado foi bem diferente. Eduardo Braide foi confirmado no segundo turno, mas com 37,8% dos votos. Mas a grande diferença envolveu Neto Evangelista e Duarte Júnior, candidato apoiado por Weverton terminou com 16,24%, enquanto que o apoiado por Carlos Brandão teve 22,15%. Rubens terminou com 10,58%; Bira 4,30%; Sílvio Antônio 3,14%; Jeisael 2,76%; Yglesio 1,92%; Franklin 0,68% e Hertz Dias 0,48%.

Curiosamente, maior discrepância envolveu o candidato apoiado pelo grupo de Weverton. Agora em 2022, os números do Instituto Exata são novamente questionados, afinal se em 2020, o erro foi favorável ao candidata pedetista, o mesmo pode está se repetindo agora.

7 comentários em “Instituto Exata que aponta Weverton na liderança em 2022, errou em 2020 ao colocar Neto Evangelista no 2º turno”

  1. Samu

    2 meses atrás  

    O curioso é que os números da pesquisa só é colocados em dúvidas pra governador, pro senado tá tudo certo! né não?

  2. cesar

    2 meses atrás  

    Pra senador nao tem como manipular
    A liderança de flavio dino é incontestável em todas as pesquisas
    Mexer com isso é deixar muito na cara kkk

  3. Carlos

    2 meses atrás  

    O Instituto mostrava que a diferença entre Neto e Duarte era de 1%, isto é, dentro da margem de erro. Só má fé para afirmar que o instituto errou!

  4. Carlos

    2 meses atrás  

    A diferença entre Neto e Duarte era de 1%, isto é, dentro da margem de erro. Dizer que o instituto errou é má fé.

  5. Henrique

    2 meses atrás  

    Pois é, talvez o erro agora seja colocar Brandão no segundo turno…

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>