Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Servidores da Educação de Itinga protestam por conta da falta do pagamento do abono

22 de janeiro de 2022 : 16:52

Os servidores da Educação de Itinga foram às ruas na sexta-feira (21), para protestar contra a gestão municipal que não pagou o abono salarial. De acordo com os trabalhadores, sobrou mais de R$1 milhão dos recursos do Fundeb, e mesmo assim não houve repasse aos professores, merendeiros e demais profissionais.

O prefeito de Itinga alega não haver mais recursos oriundos do Fundeb suficientes para pagamento do abono, segundo ele o recurso foi gasto com várias outras despesas na área da educação.

Porém, um levantamento aponta que a Prefeitura teria pago a empresa Inteceleri Tecnologia para a Educação LTDA R$ 1.256.570,00 (um milhão duzentos e cinquenta e seis mil quinhentos e setenta reais); a empresa San Marino Onibus LTDA 774.462,00 (setecentos e setenta e quatro mil quatrocentos e sessenta e dois reais); a empresa Autocenter Som e Acessórios 154.655,76 (cento e cinquenta e quatro mil seiscentos e cinquenta e cinco reais e setenta e seis centavos); e a empresa Auto Posto Itinga LTDA 361.490,74 (trezentos e sessenta e um mil quatrocentos e noventa reais e setenta e quatro centavos) referente ao consumo de combustíveis de maio a novembro de 2021, período em que as aulas no município aconteciam de forma híbrida.

 

Um comentário em “Servidores da Educação de Itinga protestam por conta da falta do pagamento do abono”

  1. cesar

    4 meses atrás  

    Professor da rede pública é o profissional mais pilantra que existe. Preguiçoso, incompetente e mercenário

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>