Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

PRF investiga se dinheiro apreendido em rodovia é fruto de licitação fantasma da Prefeitura de Caxias

21 de janeiro de 2022 : 18:17

A apreensão de um veículo Toyota Corolla com mais de meio milhão de reais na última quarta-feira (19), na BR-316, pode ser o princípio de uma investigação que pode apontar um esquema milionário na Prefeitura de Caxias.

A Polícia Rodoviária Federal está apurando a origem do dinheiro, que pode ser fruto de um suposto esquema que tem o objetivo de licitar tudo dentro da lei, mas, na hora que o produto é entregue, nunca tem o seu retorno.

E mais, ainda atestam como se fosse recebido e a vencedora bota a mão no dinheiro e devolve uma parte em espécie. Ou seja, tudo carta marcada.

Denúncias já feitas apontam que licitações para reformas de escolas pagas com recursos do FNDE, e de compras de material hospitalar, pagas com recursos do SUS, podem estar irrigando os cofres de pré-campanhas eleitorais.

De acordo com fontes em Caxias, boa parte do dinheiro chega no chamado “fundo a fundo”. Cai direto na conta da Prefeitura e parte do dinheiro é devolvido pelos vencedores das licitações no município.

Segundo fontes, esse esquema já teria movimentado em Caxias mais de R$ 200 milhões. É tanto dinheiro que os mandatários da cidade dão como certa a eleição dos aliados, que vão disputar cargos proporcionais em 2022.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>