Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Funcionários do DSEI Maranhão estão presos na Aldeia Tabocal

27 de outubro de 2021 : 08:29

Na manhã da última segunda-feira (26), os funcionários do Distrito Sanitário Especial Indígena no Estado do Maranhão, do setor do SESANI, se deslocaram de São Luís, para realizar serviço de manutenção das bombas de água na Aldeia Tabocal. Na oportunidade, os servidores Ivaldo, Carema e David discutiram com a liderança Jordânia da Aldeia Tabocal, que fosse priorizado o trabalho na aldeia, porém ao realizar o serviço, eles foram presos e hostilizados.

A Jordânia liderança da aldeia, que possui histórico de prender funcionários e veículos, descumpriu o que havia acordado com DSEI, onde se comprometeu que deixaria os servidores adentrar ao território para realizar o serviço, assim descumprindo o acordado.

A Jordânia chegou a gritar colocando pressão nos servidores públicos federais, no exercício de sua profissão cumprindo o que foi determinado pelo órgão que seria a retirada da bomba para serviço de manutenção, ressalto ainda que os funcionários mencionado tem idade avançada.

O DSEI-MA, em função dos servidores estarem preso, no intuito de resguardar a integridade física e psicológica dos funcionários, em relação a bomba com defeito já que precisava de reparo, não dispondo de uma sobressalente, o DSEI-MA, tentou agilizar a manutenção da bomba para colocar o fim na pressão psicológica que os servidores estão vivenciando com sua prisão arbitrária pela Sr. Jordânia. Apesar de todo o diálogo entre a liderança e os chefes no compromisso em resolver os problemas colocados na questão da manutenção da bomba. Informo que continua a prisão arbitrária dos servidores públicos federais do DISEI-MA, na Aldeia Tabocal .

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>