Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Creche-Escola Sementinha retorna às aulas em sistema híbrido seguindo protocolos sanitários

3 de agosto de 2021 : 08:26

A Creche-Escola Sementinha, mantida pelo Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão (Gedema), iniciou, na manhã desta segunda-feira (2), as aulas do segundo semestre letivo pelo sistema híbrido (online e presencial). Da Educação Infantil ao Ensino Fundamental, as atividades na instituição seguem todos os protocolos pedagógicos e sanitários necessários para a prevenção contra a Covid-19.

Para a presidente do Gedema, Ana Paula Lobato, é uma grande alegria começar o novo semestre com a maioria da equipe pedagógica imunizada com a segunda dose da vacina. “Porém, o vírus ainda está circulando e, por isso, organizamos a escola para receber os alunos com todo o acolhimento e cuidados necessários, como sempre fizemos nessa pandemia, para não prejudicar o aprendizado e o ano letivo”, frisou.

Segundo a diretora pedagógica da Creche-Escola Sementinha, Cynthia Vieira, os cuidados são tomados desde a entrada na escola, com a higienização das mãos, a aferição da temperatura corporal e sanitização dos calçados. Além disso, as salas de aula recebem, no máximo, 15 crianças por turma, sentadas em carteiras com distanciamento social.

“Mesmo com mais pessoas imunizadas, a escola continua seguindo, rigorosamente, as exigências dos órgãos de saúde e do Governo do Estado. Continuamos com o ensino híbrido para atender, justamente, àqueles que ainda preferem suas casas como o lugar mais seguro para dar prosseguimento aos estudos”, explicou Cynthia.

Expectativa

Para os pais, as expectativas são as melhores possíveis para o retorno gradativo ao sistema convencional. “O vírus não acabou, mas as aulas precisam continuar. Nossa esperança é que possamos superar o quanto antes esse momento, porém, enquanto não passa, nossos filhos necessitam continuar na escola”, disse Daniel Júnior, pai da aluna Maria Eduarda, da Pré-Escola II.

Joana Araújo, avó da aluna Valentina Silva, do 3ª ano, também ressaltou a importância de voltar às aulas, seguindo os protocolos. “Seguimos todas as exigências em casa e, por isso, ficamos felizes de ver tudo sendo cumprido da mesma forma na escola. Assim, nos sentimos mais seguros”, disse.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>