Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

De olho em 2022, Flávio Dino, Felipe Camarão, Rubens Júnior e Waldir Maranhão estão interessados no PT

7 de junho de 2021 : 11:32

O PT voltou a ser um dos partidos mais cobiçados do país, após a volta de Lula ao cenário eleitoral e também por liderar boa parte das pesquisas eleitorais. E no Maranhão não é diferente, a legenda que assumiu um papel de coadjuvante nos últimos anos, funcionando apenas como uma espécie de apêndice do PCdoB, agora vira a “menina dos olhos” dos principais atores políticos que orbitam em torno do Palácio dos Leões. Tanto que Flávio Dino, Felipe Camarão, Rubens Júnior, Waldir Maranhão e outros estão interessados no Partido dos Trabalhadores.

Todo movimento que surgiu nos últimos meses envolve o governador Flávio Dino, que levou até a direção nacional e estadual do PT, o desejo de emplacar Felipe Camarão como filiado para uma possível disputa de deputado federal ou de cargo majoritário em 2022, visando uma composição com Carlos Brandão (PSDB).

Obviamente que o secretário de Educação contou com a articulação de petistas locais, dentre eles Chico Gonçalves (secretário de Direitos Humanos) e Francimar Melo (vice-presidente do PT no Maranhão).

Porém antes mesmo de Felipe Camarão, o deputado federal licenciado Rubens Júnior (PCdoB), foi sondado para uma possível filiação. Na oportunidade, o comunista falou que ia pensar e ao contrário do que diz a música – “camarão que dorme, a onda leva” – o Camarão estava bem acordado e aproveitou a oportunidade para se filiar ao PT.

Felipe Camarão aproveitou um momento que Flávio Dino despertou maior interesse pelo PT, quando o senador Weverton Rocha (PDT), fez uma visita ao ex-presidente Lula, ou seja, todo esse movimento é uma reação aos planos do pedetista que visa o Palácio dos Leões em 2022.

Em meio a Felipe Camarão e Rubens Júnior também tem Waldir Maranhão, que demonstra interesse em compor as fileiras petistas. O ex-deputado federal já teria apresentado o seu pedido de filiação ao partido, informação essa que não é confirmada pelos petistas. Porém, o ex-reitor da UEMA conta com a simpatia do deputado federal Zé Carlos, que afirma: “de todos interessados em se filiar ao PT, Waldir Maranhão é o que possui maior identidade com o partido”.

Zé Carlos inclusive já se manifestou publicamente sobre a possível filiação de Felipe Camarão. Em vídeo que circula nas redes sociais, ele demonstra descontentamento com o ato. Seria esse o motivo, que fez a direção nacional segurar por enquanto a filiação do secretário de Educação ao partido. A presidente Gleisi Hoffamann tenta evitar um racha no PT neste momento. O deputado federal revela que pode inclusive deixar de concorrer a reeleição e optar por disputar o cargo de deputado estadual, caso ele entenda ser o melhor caminho.

Por outro lado, o deputado estadual e vice-líder do Governo na Assembleia Legislativa, Zé Inácio, demonstrou ser favorável a filiação de Felipe Camarão, inclusive já fez saudação de boas vindas ao secretário. Sentimento esse que parece ser preponderante entre os membros da executiva estadual.

O parlamentar explica que a entrada do titular da SEDUC faz parte de uma estratégia nacional de ampliar a bancada de deputados federais do partido, uma vez que existe uma ambição de eleger 100 parlamentares para a Câmara Federal em 2022 e os planos para o Maranhão, envolvem a eleição de dois federais.

Zé Inácio inclusive explica que dificilmente Rubens Júnior deve se filiar ao PT, pois a ambição do deputado federal é concorrer a um cargo majoritário em 2022, possivelmente o de vice na chapa de Brandão. Porém, os petistas orgânicos entendem que se for existir uma composição, a indicação deve ser feita de um nome que historicamente já milita no partido e não que desembarcou agora.

Vale lembrar que o PT indicou o candidato a vice-governador na disputa eleitoral de 2010, quando Washington Luiz foi vice de Roseana Sarney e 2014, apresentou Zé Antônio Heluy para ser vice de Lobão Filho. Ambos eram nomes históricos do partido.

Por sua vez, Rubens Júnior evasivamente explica que “discussão partidária após as definições do calendário eleitoral. Quando  soubermos o sistema eleitoral, se distritão, se eleição sem coligação etc. Aí abrimos o debate. Até lá, pode ter até fusão, federação etc. Muita coisa por acontecer [sic].”

Já Waldir Maranhão revela total simpatia pelo PT e lembra os seus atos que tentaram evitar o impeachment da presidente Dilma em 2016, quando ele assumiu a presidência da Câmara Federal. Mas que vai continuar acompanhando o atual cenário político para em breve tomar uma decisão, porém ele revela, que em um futuro próximo deve ter um encontro com o ex-presidente Lula.

O presidente do PT municipal, Honorato Fernandes, resumidamente explica que toda e qualquer filiação no partido, passa por um rito, que segue instâncias estaduais e nacionais. Já o presidente estadual, Augusto Lobato, não foi encontrado para se manifestar sobre o assunto.

Francisco Gonçalves também citado na matéria não atendeu o contato feito por este jornalista.

4 comentários em “De olho em 2022, Flávio Dino, Felipe Camarão, Rubens Júnior e Waldir Maranhão estão interessados no PT”

  1. Carlos Alberto

    3 meses atrás  

    Excelente texto… Rubens Jr não tem eleição garantida e se não reciclar esse papinho que chama de discurso, não se reelege!!!

  2. Joaquim Sampaio filho

    3 meses atrás  

    Eu sou o louro e tenho total confiança nas titicias divulgadas nesse meio de comunicação

  3. Josualdo

    3 meses atrás  

    Felipe Camarão agora quer ser do PT, fui exonerado na MOB pelo fato de ser filiado ao PT. mundo gira.

  4. Martha Hirsch Aulete

    3 meses atrás  

    Cultura genuína é de que se precisa.
    Escolas para os curumins e curuminhas de real qualidade (o que nunca houve em época de baixo Petismo)

    Não de baixa cultura do PT, não. Nem de lula e nem de dilma.

    Eis aí a pura e profunda realidade sociológica e filosófica:

    Com a “Copa das Copas®” do PT®, em vez de se construir hospitais, construiu-se prédios inúteis!

    A Copa das Copas®, do PT© e de lula©. Sempre se utiliza de propaganda, narrativas e publicidades sofisticadas e bem feitas para enganar e praticar lavagem-cerebral nos meios de comunicação. Não se desenvolve a imaginação.

    O PT é um lixão e sua religião paralela, o Petismo (PCdoB etc.), é um antro de vigarismo. lula é um Apedeuta.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>