Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Prefeito afastado de Anajatuba, Sydnei Pereira, tenta voltar ao cargo mesmo com suspeitas de “sumir” com documentos da Prefeitura

5 de dezembro de 2020 : 10:28


O prefeito afastado de Anajatuba, Sydnei Pereira, está anunciando na cidade que voltará ao cargo neste fim de semana, pois uma decisão na Justiça estadual durante o plantão do judiciário vai lhe favorecer.

Sydnei Pereira foi afastado por ato de improbidade administrativa, além de ter praticado uma série de atos nada republicanos como destruição de provas.

A tentativa de Sydnei Pereira de retornar ao cargo de prefeito já foi protocolada no Tribunal de Justiça do Maranhão, durante o plantão judiciário.

O recurso de agravo de instrumento informa que os documentos destruídos foram dos anos 2013/2016, tentando induzir o judiciário ao erro ao afirmar que os papéis não são da sua gestão.

No entanto, o próprio documento aponta uma contradição com a informação de que ele ingressou na Prefeitura municipal de Anajatuba no dia 13 de outubro de 2015. Dessa forma, os documentos incinerados são sim da sua gestão.

Para piorar a situação, a equipe da atual prefeita Lucilândia flagrou funcionários do prefeito afastado retirando documentos da Prefeitura logo após a decisão do seu afastamento e muitos outros já encaixotados, provavelmente também com destino para incineração.

De acordo com o apurado, a Polícia Federal é o Ministério Público Federal também tem monitorado o prefeito afastado Sydnei Pereira.

 

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>