Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Coroadinho gera R$663 milhões por ano e mais de 15 mil empregos diretos através do comércio

4 de dezembro de 2020 : 08:38

De acordo a pesquisa nacional feita pelo Outdoor Social, uma entidade filantrópica, o bairro Coroadinho, localizado na periferia de São Luís, está em sexto lugar na lista das dez comunidades que conseguem somar mais de 15 mil empregos registrados.

Os números do estudo são cruzamentos de dados oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com operadoras de cartão de crédito, o Banco Central, a Receita Federal e o POF que é a Pesquisa de Orçamento Familiar.

Segundo a pesquisa, o bairro tem 104 micro e pequenas empresas e 958 microempreendedores individuais. O número de comércios cadastrados é de 1.365. A pesquisa revela que os dados refletem no desenvolvimento do lugar, formando um ciclo de pessoas que criam seus negócios e empregam outras pessoas dentro do bairro, fazendo com que a economia local não pare e a comunidade cresça.

São mais de 1.800 empregos gerados por esses comércios dentro da comunidade. Tendo um potencial de consumo anual é de 663 milhões de reais. A pesquisa mostra ainda quais são as principais atividades:

  • 1° lojas e roupas;
  • 2° lanchonetes e restaurantes;
  • 3° mercados e supermercados;
  • 4° espaços de beleza.

Matéria completa no site G1 Maranhão

Um comentário em “Coroadinho gera R$663 milhões por ano e mais de 15 mil empregos diretos através do comércio”

  1. Ribeiro

    2 anos atrás  

    Seria muito bom pega essa matéria i leva em mãos para o superintendente do banco do nordeste aqui no Maranhão para que eles chama-se os gerentes das agências dos bancos i perguntasse a eles pq esse comerciantes não são contemplados com a linha de créditos dos mesmo.
    Mas a resposta e que alguns gerentes do banco do nordeste como agente públicos não são fiscalizados como deveriam.
    Eles dão empréstimo apenas para quem consultorias que atendem grandes empresários no Maranhão são contemplados com empresros baratos i rápidos.
    Se um empresário desses do Coroadinho ou de qualquer ou lugar chega em alguma das muitas agencias do banco ele e mal atendido e humilhado i se denunciar ainda e perseguido.
    Façam um teste vão aquela agência a do bnb de são José de Ribamar i tentem conversa com gerente de lá.
    O guarda que fica na porta apesar de ser terceirizado te trata melhor do que o gerente da agência.
    I o tão sonhado crédito esse o pequeno o médio se vc tiver uma indicação consegue se não ele te fala que a agência não tem pessoal suficiente para atender a demanda.
    Essa e a realidade dos pequenos pq esses pagam mas na hora do recurso nada.
    Mas se ao invés do banco paga tão bem quanto paga pra esses agentes públicos pagasse por produção eles sairiam da zona de conforto.
    I se vc enviar isso para o superintendente levo até ele um monte de pequenos empresários que foram maltratados por esse gerente da bnb.
    Mas talvez quando ele olha o vigilante da agência no lugar dele i ele tentando pelo menos fica na vaga do vigilante ele vai lembra que a vida dela poderia ser bem melhor .

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>