Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Natanael Júnior pode ser o primeiro representante da cena rock de São Luís na Câmara de Vereadores

16 de outubro de 2020 : 17:01

A cena rock de São Luís pode ter seu primeiro representante eleito para a Câmara de Vereadores. Trata-se de Natanael Júnior, jornalista e produtor cultural, candidato pelo Partido Cidadania com o número 23023.

Natanael Júnior é ex-integrante de uma das maiores bandas da cena rock/metal da cidade, a Ânsia de Vômito. Aos 21 anos, começou a atuar como produtor cultural e hoje, com 47 anos, já soma cerca de 190 shows em seu currículo. Um dos maiores eventos realizados por Natanael foi o lendário show da clássica banda alemã Scorpions no Centro Histórico de São Luís, que recentemente completou 10 anos.

Outro evento marcante foi o Metal Open Air (MOA), em 2012. Pensado por Natanael, o MOA seria o primeiro grande festival de rock e heavy metal da América Latina – três dias de evento, com 47 bandas, entre nacionais e internacionais. No entanto, apenas 13 bandas se apresentaram, entre elas o Megadeth (EUA), Anvil (Inglaterra), Destruction (Alemanha) e Ácido (São Luís).

Em abril deste ano, a Justiça reconheceu a inocência de Natanael Júnior com relação ao MOA, decisão emitida pela 8ª Vara Criminal. Por outro lado, já é clara a responsabilidade da Negri Produções Artísticas, empresa parceira de Natanael no festival, que não cumpriu corretamente com a contratação das bandas.

Para Natanael, é uma questão de tempo até a ideia do festival ser retomada. “Agora mesmo continuo lutando na Justiça para pagar os fãs de liberar o seguro do festival, para pagar os fãs de metal que ainda não receberam o ingresso de volta. Após tudo acertado, irei completar o que comecei no MOA, dessa vez com as parcerias certas. São Luís merece e vai ter um grande festival de rock no calendário da cidade”, afirma o candidato.

Hoje, ele é sócio da casa de shows Fanzine, na Avenida Beira-Mar, Centro de São Luís, “onde seguimos com a política de valorizar as bandas não só de São Luís, mas de todo o Maranhão, que tocam com estrutura e ótimos equipamentos dividindo o palco com bandas importantes do Brasil e do mundo”.

A cultura alternativa é parte crucial de suas propostas de campanha. “São propostas que irão valorizar os grupos e artistas que vêm trabalhando durante muitos anos bancando do próprio bolso a produção de CDs e shows, turnês nacionais e internacionais, e essa cena cultural independente precisa e merece de todo o apoio do poder público. Além do mais, a cultura e o entretenimento geram emprego, renda e favorecem o turismo, ou seja, todos só temos a ganhar”, declara Júnior.

Entre suas propostas para a área cultural, estão pautas importantes, como:
– Realização da Virada Cultural em São Luís;
– Lutar pelo Fundo Municipal de Cultura para o rock, heavy metal, hip-hop e outros estilos;
– Incentivo à produção e circulação de bandas e artistas independentes;
– Defesa da lei dos 40% de música maranhense nas rádios (Lei nº 3423/1995) e criação de um mecanismo para a Prefeitura anunciar apenas nas emissoras que cumprirem essa lei;
– Volta do Circo da Cidade e luta por mais espaços culturais públicos;
– Valorização da cultura hip-hop e criação do Dia Municipal do Hip-Hop;
– Projetos contra o preconceito religioso e pela defesa do estado laico.

“São Luís tem tudo para ser reconhecida como uma cidade musicalmente mais democrática, um forte polo cultural de onde surgem grandes bandas e artistas e como vereador vou lutar para que isso aconteça”, finaliza Natanael Júnior.

…………………………………………………………

3 comentários em “Natanael Júnior pode ser o primeiro representante da cena rock de São Luís na Câmara de Vereadores”

  1. cesar

    12 meses atrás  

    Não votarei nele, pois ja tenho candidato
    Mas como fã de metal desejo muito que ele seja eleito
    Tmj natanael!

  2. 12 meses atrás  

    Esse cara está destruindo o Moto Clube e agora esconde que eé, infelizmente presidente do clube para enrolar os roqueiros, já que a nacao motense não votará nesse sujo.
    #foranatanael

  3. Carla

    12 meses atrás  

    Não foi esse mesmo Natanael que promoveu um festival internacional de rock na UEMA e enrolou TODO mundo que comprou o ingresso pois não houve festival?!

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>