Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Dia Estadual de Combate à Depressão será marcado por ciclo de palestras

10 de setembro de 2019 : 07:47

O deputado estadual Fábio Macedo (PDT) promoverá, na próxima sexta-feira (13), às 19h, no Espaço Renascença (Renascença II), a rodada de debates “Dialogando sobre a Depressão”, iniciativa que integra um projeto mais amplo, intitulado “Cuidando de Vidas”.

O evento, organizado para marcar o Dia Estadual de Combate à Depressão (13 de Setembro), contará com a participação do jornalista e ex-apresentador do programa Bem Estar (Rede Globo), Fernando Rocha, da ex-BBB Fani Pacheco e dos influenciadores digitais Thaynara OG e David Brazil. Além deles, participarão a psicóloga Sandra Ory e o psiquiatra Gilberto Sousa Alves, renomados profissionais da área de saúde mental.

Os ingressos que garantirão o acesso ao evento podem ser trocados por um pacote de leite em pó na Bilheteria Digital (Rio Anil Shopping, Shopping da Ilha e Golden Shopping). As doações serão destinadas a instituições que cuidam da saúde mental da população.

O deputado Fábio Macedo é autor das leis 11.072, que institui o Programa de Auxílio Psicológico à Depressão, 11.073, que institui a Política de Atenção, Acompanhamento e Tratamento do Alcoolismo entre Homens e Mulheres, e 11.079, que cria o Dia Estadual de Combate à Depressão (13 de Setembro).

A depressão

É uma doença psiquiátrica que afeta o emocional da pessoa que se torna apática, triste, desanimada, com baixa autoestima e pessimismo, perdendo inclusive o apetite. Ela não escolhe profissão, raça ou condição financeira.

Segundo estima a Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão atinge cerca de 300 milhões de pessoas. A doença figura como principal causa de incapacitação no mundo e com grande chance de se tornar a segunda maior carga de doença até 2030.

 O tratamento é feito com auxílio médico-profissional, por meio de medicamentos e acompanhamento terapêutico, conforme cada caso. O apoio da família é fundamental.

O atendimento à depressão é apontado como desafio para a área da saúde pública. O plano de Ação Global de Saúde Mental 2013-2020 da OMS fortaleceu a concepção de que o atendimento à saúde mental deve ser feito em centros comunitários de atenção à saúde. Dessa forma, o atendimento à depressão é sustentado por um conjunto de políticas que possibilita construir modelo de atenção que visa ao atendimento integral do usuário.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>