Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Em Santa Inês, prefeita Vianey Bringel persegue trabalhadores e age como ditadora

12 de março de 2019 : 17:25

Os moradores de Santa Inês no Maranhão, estão revoltados com a atitude de ditadora que a prefeita Vianey Bringel tomou nos últimos dias. A gestora determinou de uma hora para outra, que os vendedores ambulantes de lanches, os famosos Food Trucks que ganham seus sustentos na Praça da Matriz no Centro e Praça Santo Antônio, no bairro Laranjeiras, retirassem imediatamente seus trailers do local. Sem nenhum motivo, lei ou decreto a prefeita tomou tal atitude.

Veja o aviso espalhado em redes sociais:

Os moradores, crianças que gostam de frequentar as lanchonetes sobre rodas, estão revoltados com a atitude da prefeita Vianey Bringel.

Perseguir trabalhadores, não é papel de político, oferecer melhores condições e até mesmo oportunidades, sim!
Em um momento tão difícil ao qual passa o país, os pais de famílias que estão desempregados por não terem nenhuma oportunidade vinda do poder público, neste caso da cidade de Santa Inês, onde a prefeita não oferece nenhuma oportunidade de emprego ou oportunidade de trabalho para a população, as pessoas tem que se virar como podem. Mas mesmo achando alternativas de sobreviver, os moradores de Santa Inês,MA ainda precisam conviver com a perseguição da prefeita, que sem nenhuma aviso prévio, lei ou decreto que regulamenta a ocupação de logradouros públicos no município; de forma autoritária e ditadora, mandou através de mensagem de aplicativos, seus subordinados avisarem que quem se atrever colocar carro de lanches nas imediações da praça da matriz, terá seu ganha pão apreendido pelos tratores da prefeitura. A foto na matéria, enviado por populares da cidade, mostra bem o momento em que os tratores chegam na praça para amedrontar os trabalhadores.

Os trabalhadores informais que tiram seus sustentos dessa atividade, dizem que a atitude da prefeita, seria para beneficiar aliados políticos que possuem lanchonetes de grande porte no entorno das praças, mas os moradores quando tomaram conhecimento de tal fato, ficaram revoltados e que não vão frequentar tais locais de grande porte, só porque a prefeita quer.

Um bom exemplo de como proceder nestes casos, vem da cidade de Caxias, cidade também no Maranhão. Lá o prefeito Fábio Gentil, antes de retirar os ambulantes das ruas, está construindo um shopping popular(dos camelôs). Uma estrutura com 5 andares bem no centro comercial da cidade. Um espaço com lojas, lanchonetes, elevadores, rampas de acessibilidade e o melhor, está gerando conforto e muito mais oportunidade para os trabalhadores informais.

Em Santa Inês a prefeita Vianey Bringel, prefere perseguir os trabalhadores, que em um país como o Brasil, já passam por tantas dificuldades. Mas isso serve de parâmetro aos eleitores de Santa Inês, as campanhas eleitorais, já praticamente começaram, é bom o eleitor observar esse tipo de atitude por parte dos políticos e separar quem está do lado do povo e quem persegue o povo.

Os trabalhadores ambulantes estão apelando aos vereadores de bom senso que os ajudem, até para o governador eles já mandaram recado, mas todos sabem que se depender de Flávio Dino, governador de um dos estados que mais amarga índices negativos, esse vendedores ambulantes, não terão um salvador da pátria.

21 comentários em “Em Santa Inês, prefeita Vianey Bringel persegue trabalhadores e age como ditadora”

  1. Fábio Alves de Sousa

    1 semana atrás  

    É por isso q os logradouros públicos de Santa Inês, estão sendo tomados por marginais, usuários de drogas isso é uma vergonha, as quadras de esportes, são todas palcos de meliantes, c a praça da Matriz ñ é diferente, marginais fazem uso e comercialização de drogas do lado da igreja católica, prefeita sem noção isso é q precisa ser combatido, deixe o povo trabalhador em paz, deixe os pais de família sustentar os seus filhos…

  2. Taiane

    1 semana atrás  

    O melhor que ela poderia fazer era cuidar da nossa cidade, das ruas. E Da Nossa Rodoviária. Não querer tirar o sustento dos trabalhadores.

  3. Márcia Werly Prata

    1 semana atrás  

    Essa prefeita deveria procurar fazer o trabalho dela no gestora, arrumar as ruas que estão cheias de buracos, a rodoviária é um nojo, o mercado nem se fala… Essas coisas ela não se importa em procurar fazer… O hospital da cidade , que diga-se de passagem pertence a ela, o município paga um aluguel absurdo e ainda não tem. Atendimento descente por profissionais que mal sabem aplicar uma injeção.

    Pior gestão que já vi na cidade.

  4. Patrickwillang

    1 semana atrás  

    Tá aí galera eleições chegando e aposto se ela se candidatar,ou apoiar alguém.ela ganha dinovo!!!

  5. Raimunda

    1 semana atrás  

    Gente eu moro na vila parente minha rua como todas as ruas de lá são cheias de buracos Lama e pra terminar muitas cobras o chará foi lá fazer promessa que ele ia mandar arrumar alguém de Santa Inês foi ele foi então fico triste com tantas coisas pra arrumar nessa cidade e essa prefeita fica querendo tirar o pão de cada dia desses trabalhadores revolta

  6. 1 semana atrás  

    Essa atitude da prefeita é cruel pois tira do cidadão de bem a sua atividade de onde ele tira o sustento de sua família honestamente, isso acaba estimulando alguns cidadoes a ir pra criminalidade. O que muitos gestores estão fazendo é construir um prédio para alocar essas pessoas, em Teresina PI, a alguns anos era difícil andar nas praças do centro pois tinha todo tipo de comércio informal. A prefeitura construiu um prédio de treis andares, são 600 box, box adequados para os mais diversos tipos de produtos, tem um andar exclusivo para a praça de alimentação. É tipo um shopping e é auto sustentavel, cada usuário paga uma taxa mínima destinada a manutenção, limpeza, água e energia, a prefeitura não gasta nada, o prédio é mantido pelos usuários!

  7. 1 semana atrás  

    Essa mulher é uma dissimulada; só enchergar o próprio umbigo; ja esta rica; não precisar mas dos pobres; Essa sapo cururu

  8. Raimundo Pereira

    1 semana atrás  

    Bom dia. As ruas aqui do São Benedito e da vila Edmundo rios. estão intravegaveis, não estão cheias de buracos, e sim de crateras. Há locais que nem carro passa mais. Mais tá na cara. Se ela como parlamentar não fez nada, como gestora não seria diferente.

  9. Geraldo Marques

    1 semana atrás  

    Tinha que sobrar pro Flávio. Kkkkkkk

  10. Sargento Ary

    1 semana atrás  

    Tenho uma denúncia para fazer, o Governador Flavio Dino nunca pagou a conta de telefone e o 190 da PM não está funcionando. São 12 cidades que pertencem ao 7º BPM que estão sem atendimento. Um serviço essencial para a população, a única forma de socorro. é no mínimo inaceitável.

  11. Sonia

    1 semana atrás  

    A prefeita de Santa Inês não pode agir desse modo tem que colocar os trabalhadores num local decente não tirar o trabalho deles o sustento. Ano que vem tem eleição o eleitor tem que pensar bem antes de escolher seu candidato

  12. Reynaldo Aragão Pinto Filho

    1 semana atrás  

    O povo come o que planta! Espero que esses moradores aprendam a comprar votos.

  13. Andréia

    1 semana atrás  

    Não precisa apelar para vereador nenhum, nesses casos é cabível Mandado de Segurança por abuso de poder. Tal atitude viola o direito ao trabalho e da livre iniciativa, para uma Chefe do Executivo, a prefeita está super mal informada e equivocada 😬

  14. Andreia

    1 semana atrás  

    Acho muito engraçado,se a prefeita deixa os lanches ela é ruim se ela tira os lanches ela não presta! Tá difícil viu,vai entender. No meu ponto de vista esses camelô já trabalham a muito tempo nas ruas será quê com esses anos todos nenhum deles tem dinheiro pra pagar aluguel? Agente tem que falar o quê é certo, e os quê pagam aluguéis ,água energia e imposto? Os quê trabalham em camelô não paga nada disso. A prefeita so está fazendo o trabalho dela.

  15. 1 semana atrás  

    O lado mais afetado é sem dúvida os vendedores de fast food. Muitos dependem exclusivamente da renda desse trabalho. Agora vão fazer o quê?

  16. Edson

    1 semana atrás  

    É triste vê uma cidade desorganiza igual santa Inês por isso q a rua do comércio é uma bagunça dono de loja expondo suas mercadorias nas calçadas onde é a passagem de perdeste,vem esses trabalhadores ocupa o espaço público, retirado a população acha ruim mais se corta o mal pela raiz,entendemos que todos tem que trabalhar.

  17. Johnny Clarke-Gonna

    7 dias atrás  

    Basta ocupar o parque da raposa! Só funciona no Carnaval (que não terá nunca mais) e são João

  18. 6 dias atrás  

    E qual é o trabalho da prefeita, Andreia? Além de administrar com responsabilidade, oferecendo recursos para a população como: saúde, educação e condições básicas para todos, e o que vemos? Saúde, só se encontra na clinica dela, que diga-se de passagem é “dela”, o hospital da cidade tb ´pertence a “ela” e pagamos um aluguel absurdo que vai pra “ela”, lógico! Ruas? nem sei o que é isso em Santa Inês, parecem mais uma peneira de tanto buraco…

    vivemos um momento de crise, onde os cidadãos de bem precisam se virar para sustentar sua família e honrar seus compromissos. Ela deveria era incentivar o empreendedorismo, por que a existência dos food traillers e trucks é universal e existe no mundo todo, inclusive em países de primeiro mundo, como os Estados Unidos… o que ela deveria era liberar a licença e o alvará para que pudessem trabalhar. E não ficar bancando um Nicolas Maduro, agindo como uma ditadora.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>