Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Flávio Dino deve ser obrigado a deixar o PCdoB, após partido fracassar nas urnas

9 de outubro de 2018 : 13:52

O governador Flávio Dino, foi reeleito e muito bem votado, porém o chefe do Palácio dos Leões, está prestes a viver uma situação inusitada. O seu partido não atingiu os critérios mínimos para continuar recebendo fundo partidário e permanecer com tempo de Tv e rádio. Diante desse situação, o comunista pode se ver obrigado a deixar as fileiras do PCdoB e ter que procurar um novo abrigo partidário.

Apesar do bom desempenho do PCdoB no Maranhão, o partido só teve 1,35% dos votos válidos do país na disputa de deputado federal, assim como elegeu 9 deputados federais em 7 estados. Para superar essa clausula de barreira, a legenda deveria ter atingido 1,5% dos votos para a disputa da Câmara Federal ou ter conseguido eleger 9 federais em 9 estados.

A presidente nacional da legenda, a deputada Luciana Santos (PE) informou a Folha de São Paulo, que o partido ainda está consolidando internamente os números e que espera contar com votos de candidatos que estão sub judice, entre eles um na Bahia, o deputado Isaac que teve mais de 100 mil e caso tenha seus votos validados, estará entre os eleitos para a Câmara Federal.

No Maranhão, o PCdoB fez sua parte, elegendo dois deputados federais: Márcio Jerry e Rubens Júnior. Para a Assembleia Legislativa, os comunistas vão ser representados por Duarte Júnior, Othelino Neto, Carlinhos Florêncio, Marco Aurélio, Ana do Gás e Adelmo Soares.

Além do PCdoB vivem o mesmo drama: Rede, PRTB que possui cinco vereadores de São Luís, PHS, PRP de Ricardo Murad, PMN de Eduardo Braide, PTC de Edivaldo Holanda, PPL, DC, PMB, PCB, PCO e PSTU.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>