Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Aliados de Flávio Dino que foram derrotados nas urnas, devem ficar sem espaço no governo

9 de outubro de 2018 : 12:49

Muitos daqueles que optaram por seguir com Flávio Dino (PCdoB) e não conseguiram se eleger, devem começar a se preocupar com o que vão fazer a partir de agora, pois se depender do comunistas, alguns poucos é que vão ser socorridos, enquanto a maioria que procure o seu rumo. A lista começa exatamente pelos comunistas – Francisca Primo, Levi Pontes e Odair José – que ficaram na 8ª, 14ª e 15ª suplência, respectivamente.

Flávio Dino tem demonstrado a aliados, que não tem muito interesse de nomear deputados eleitos em seu secretariado, salvo raras exceções. Pelo menos na primeira metade do seu próximo mandato, o comunista quer adotar um perfil técnico.

No entanto existem aqueles que Flávio Dino deve estender a sua mão, caso de Rogério Cafeteira (DEM), que deve pegar uma Secretaria, situação semelhante a ser vivida por Simplício Araújo (SD), Julião Amim (PDT) e a família Macedo de Valéria e Deoclides.

Na outra ponta, estão aqueles que vão ter dificuldades para entrar no Palácio dos Leões, caso de Sérgio Frota (PR), Júnior Verde (PRB), Fernando Furtado (PCdoB), Fábio Braga (SD), Marcos Caldas (PTB), Cabo Campos (Patriotas) e muitos outros.

2 comentários em “Aliados de Flávio Dino que foram derrotados nas urnas, devem ficar sem espaço no governo”

  1. júnior

    2 meses atrás  

    Rogério Cafeteira não tem perfil técnico para ser secretário, só se o governador quiser ajudar mesmo.

  2. Ivo André

    2 meses atrás  

    Sérgio Frota estava pedindo voto era pra Roseana, Lobão e Sarney Filho!

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>