Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

“Muito ruim” a relação entre PT e PCdoB. Aliança pode ser rompida no Maranhão

9 de julho de 2018 : 11:13

Na última quinta-feira (6), as direções nacionais do PT e PCdoB se reuniram para discutir o projeto nacional. Porém, o resultado foi o pior possível. Os comunistas não abrem mão da pré-candidatura própria de Manuela D´avila e os petistas querem os comunas no mesmo palanque de Lula ou seu substituto. Resultado disto, a relação entre PT e PCdoB hoje é considerada “muito ruim”, revelou um petista maranhense. Diante desse cenário, deve haver um rompimento da aliança no Maranhão.

A preocupação é grande por parte do presidente do PT, Augusto Lobato, que defende de todas as formas uma aliança com o PCdoB. Porém o rompimento é iminente, caso não tenha uma mudança de postura dos comunistas no plano nacional.

A situação ficou mais complexa com o lançamento da pré-candidatura de Aníbal Lins ao Governo do Maranhão, caso Flávio Dino não declare apoio a Lula desde o primeiro turno. A articulação do presidente licenciado do Sindjus pode ter sido um xeque-mate para pôr fim a relação de total submissão do PT e PCdoB no estado.

O partido inclusive já teria chapa completa para a disputa. Aníbal Lins para governo, Adriana da CUT, Nonato Chocolate e Márcio Jardim pré-candidatos ao Senado, o que sobrasse poderia ser vice-governador.

Por outro lado, ainda tem Roseana Sarney e Lobão fazendo afagos ao ex-presidente Lula, que segue preso. Enquanto isso, Flávio Dino prefere o nome de Ciro Gomes (PDT), que agora busca aliança com a direita, incluindo DEM e PP.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>