Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Copa do Mundo: a falta de identificação com a nossa seleção brasileira

11 de junho de 2018 : 07:22

Vai começar a Copa do Mundo! Uhuul! A emoção é mais pela volta do maior torneio do futebol mundial do que pela própria seleção brasileira e acho que esse sentimento vem crescendo. Não estou escrevendo isso, por ser mais um chato, que adora reclamar e que está na lista do que estão torcendo contra o Brasil. Óbvio que não! Simplesmente, eu não me identifico com esse time que parece mais um bando de estrangeiros do que representantes da minha pátria.

Confesso que não sou nenhum fanático por futebol que assiste Premier League, Calcio, La Liga, Bundesliga e outros campeonatos nacionais estrangeiros. Vejo eventualmente os jogos da Champions League e também o Mundial de Clubes, mesmo quando não há um brasileiro na competição.

Mas em se tratando de futebol brasileiro, assisto a Série A, Série B, Lampions League (Copa do Nordeste), Copa do Brasil, Taça Libertadores e Copa Sul-Americana, acompanho também Série C, Série D, Campeonato Maranhense e outros. Vou ao estádio. Vejo a tabelinha dos times, artilheiros, públicos e até brinco o famoso fantasy game, Cartola FC.

Talvez esteja aí a explicação da minha falta de identificação com a Seleção Brasileira atual, que tem Alisson, Ederson, Filipe Luis, Danilo, Fernandinho, Fred, Douglas Costa, Casemiro e Firmino, jogadores que não estão presentes na minha memória futebolística. Mas isso é óbvio. Há muito tempo eles estão fora do país e no caso do goleiro reserva, ele nunca nem atuou no Brasil.

Legal seria se a nossa seleção brasileira fosse composta por 100% dos jogadores que atuam no país, como é o caso da Inglaterra, talvez os ingleses estejam mais motivados, afinal conhecem cada jogador. Não sou tão ufanista assim, mas pouco me identifico com esse time que pouco fez história no Brasil e talvez metade nem tenha vencido um Brasileirão.

Mesmo com esse sentimento, não deixarei de torcer para o Brasil na Copa do Mundo. Vou ficar ansioso com a estréia contra a Suíça, esperar uma goleada contra a Costa Rica e torcer por já chegar classificado contra a Sérvia na última rodada dos grupos. E sinceramente espero muito que o Brasil chegue no dia 15 de julho e leve o hexacampeonato.

Mas admito que uma eliminação precoce, não me causará uma frustração muito grande, afinal a Série B, C e D do Campeonato Brasileiro não vão parar e estarei acompanhando concomitantemente, ansioso para saber quem sobe, quem cai, mesmo que entre eles não estejam aqueles clubes que estou mais próximo.

Titulares da seleção brasileira:

Alisson – Internacional – Fora do Brasil desde 2016

Danilo – América/MG e Santos – Fora do Brasil desde 2011

Thiago Silva – Fluminense – Fora do Brasil desde 2008

Miranda – São Paulo – Fora do Brasil desde 2011

Marcelo – Real Madrid – Fora do Brasil desde 2006

Casemiro – São Paulo – Fora do Brasil desde 2013

Paulinho – Corinthians – Fora do Brasil desde 2013

Philipe Coutinho – Vasco – Fora do Brasil desde 2010

William – Corinthians – Fora do Brasil desde 2007

Neymar – Santos – Fora do Brasil desde 2013

Gabriel Jesus – Palmeiras – Fora do Brasil desde 2016

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Ederson – Goleiro – Chegou aos 15 anos na Europa.

Filipe Luis, Fernandinho, Marquinhos, Fred, Douglas Costa e Firmino pouco atuaram no Brasil.

 

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>