Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

A incoerência da pesquisa do Instituto Exata e o favorecimento a Flávio Dino

5 de junho de 2018 : 08:31

O Instituto Exata divulgou no domingo (3) e nesta terça-feira (5), os números da pesquisa para governador e senador. Porém a metodologia utilizada para apresentar os resultados foram completamente distintas. No caso da corrida eleitoral do Governo do Maranhão foram apresentados apenas os votos válidos, omitindo o percentual daqueles que estão indecisos e vão votar nulo ou branco. Já para o Senado Federa, todos os dados foram revelados.

Não se pode falar em inocência por parte do Instituto Exata, mas sim um clara incoerência ao apresentar os números dessa forma, afinal existe uma completa intenção de favorecimento em relação a Flávio Dino.

Outro questionamento feito é a divulgação dos números de forma redonda. É óbvio que nenhuma pesquisa tem os seus resultados tabulados em números fechados, mas sim fracionados e os apresentados pelo Instituto Exata não é o que acontece.

É óbvio que o Instituto Exata tem o crédito por ter se aproximado do resultado final da eleição anterior, mas fica o questionamento: por qual motivo ocorrem essas disparidades na apresentação dos resultados?

2 comentários em “A incoerência da pesquisa do Instituto Exata e o favorecimento a Flávio Dino”

  1. Gean

    3 meses atrás  

    Cara, Flávio Dino está bem em todas as pesquisas. Não adianta duvidar ou questionar números arredondados.
    Aceite que é melhor.

  2. Zé de Riba

    3 meses atrás  

    Se a BESTA-FERA Dinossauro está bem Assim, porque a quadrilha dele, através do “SEU” judiciário proibiu outras pesquisas? Como bem se fala ” O pior do comunismo é a mentira “

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>