Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Polícia Federal diz que vai investigar morte de delegado e já prendeu um homem suspeito

6 de Maio de 2018 : 11:58

A Polícia Federal por meio de sua assessoria divulgou uma nota de pesar em razão da morte de David Aragão, delegado que estava investigando a máfia do contrabando. 

De acordo com a nota, a morte do delegado será investigada em consonância com a Polícia Civil do Maranhão.

Com profundo pesar, a Superintendência da Polícia Federal no Maranhão lamenta o trágico falecimento nesta data, 06 de maio, do Delegado de Polícia Federal DAVID FARIAS DE ARAGÃO, ocorrido durante assalto em sua residência localizada em São Luís/MA.

O estimado colega era natural desta capital, tinha 36 anos, era casado e tinha duas filhas. Ingressou na Polícia Federal há mais de doze anos, com atuação exemplar e comportamento louvável, coordenou várias operações policiais e contribuiu intensamente em ações de combate ao crime. Atualmente chefiava a Delegacia de Repressão aos Crimes Fazendários.

Logo após o crime, a Polícia Federal, em um esforço de todo seu efetivo, iniciou os trabalhos que já culminaram com a prisão de um dos três envolvidos no crime. O inquérito policial que apurará o latrocínio já foi instaurado e será conduzido pela Polícia Civil do Estado do Maranhão.

A Polícia Federal continuará envidando todos os esforços possíveis para colaborar na elucidação dos fatos e prisão dos criminosos, solidarizando-se com familiares, amigos e colegas de trabalho, lamentando profundamente o triste episódio que retirou, de forma precoce, a vida do policial que deixará imensa saudade no nosso convívio.

Fica estipulado luto na instituição pelo prazo de 3 dias.

CASSANDRA FERREIRA ALVES PARAZI
Delegada de Polícia Federal
Superintendente Regional da SR/PF/MA

5 comentários em “Polícia Federal diz que vai investigar morte de delegado e já prendeu um homem suspeito”

  1. Sandra Oliveira

    3 semanas atrás  

    Sem palavras

  2. Eleitora indignada.

    3 semanas atrás  

    Esse angu, tem caroço.

  3. Eleitora indignada.

    3 semanas atrás  

    Ele estava a frente da investigação dos contrabandos.

  4. Helg

    3 semanas atrás  

    Esse crime ocorreu em São Luís Maranhão

  5. António Carlos

    3 semanas atrás  

    E o que eu sempre falo esses tipos de crime e nada mais de terem a certza da impunidade no dia que esses bandidos assassina um filho de um politico seja ele quem for vcs podem ter certeza quê eles vão fazerem de tudo para mudar esse código penal que e falido ultrapassado esses politicos só pençao em se propio e mais nada so pençao em reeleição mais somos culpados porque não sabemos fotar infelizmente.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>