Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Marcelo Tavares não falou nada demais ao comentar possível indicação do PSB a vice de Flávio Dino

15 de Maio de 2018 : 16:46
25/07/2014. Crédito: Márcio Melo/Divulgação/OIMP/D.A.Press. Brasil. São Luís-MA. Entrevista com o deputado estadual Marcelo Tavares, PSB MA.

O provincianismo da política maranhense segue intocável. Igual em um FlaxFlu, no Maranhão só se pode ter duas opiniões: Sarney ou anti-Sarney. Na última sexta-feira (11), o pré-candidato a deputado estadual Marcelo Tavares conversou com este jornalista e revelou que seu nome poderia ser apresentado pelo PSB, como substituto de Carlos Brandão, caso este estivesse impedido. Porém, ele frisou que dificilmente isso deve ocorrer, pois o vice-governador deve obter a liberação para disputar o cargo.

Em pânico, os aliados do governador Flávio Dino começaram a questionar se a declaração era verdadeira e até chegaram afirmar que Marcelo Tavares desmentiria este jornalista, após a publicação. A questão é qualquer um pode está pensando nisso. O DEM de Juscelino pensa o mesmo. O PT cobra algo semelhante.

Desnecessário tanto desespero. Por qual motivo tanta preocupação? Marcelo Tavares nada mais disse algo que está sendo discutido no cenário local. O ex-chefe da Casa Civil não vai deixar de apoiar Flávio Dino ou muito menos vai trabalhar para derrubar Carlos Brandão por conta dessa afirmação.

A questão é que o Maranhão ainda é muito pequeno para discutir qualquer assunto, para emitir qualquer opinião sobre o que bem entender.

Marcelo Tavares, assim como outros membros governistas podem opinar e não concordar com certas práticas do governador Flávio Dino, mas nem por isso vão ser aliados do grupo Sarney.

O Maranhão precisa evoluir, precisa se livrar desse rasteiro debate eterno entre quem é Sarney e anti-Sarney. Até em nosso estado se observa o famoso questionamento: “tu é jornalista de Flávio Dino?”, “tu é jornalista de Sarney?”…

O mundo, o debate político e a vida vai para além de Sarney e quem não é Sarney…

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>