Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Lula ganha apoiadores, mas Bolsonaro continua com mais intenções de voto na rede social

17 de maio de 2018 : 12:42

Desde março, a Scup Social, ferramenta de monitoramento de redes sociais, vem realizando um monitoramento no Twitter para identificar a manifestação dos usuários sobre a intenção de voto nos principais presidenciáveis das eleições de 2018. Desde então, Lula e Bolsonaro têm sido os candidatos com mais comentários que indicam a possibilidade de voto ou não voto. Em abril foram capturadas 15.305 interações com o tema. O estudo é feito para avaliar o que as pessoas andam dizendo no Twitter e não expressa a real intenção dos votantes brasileiros, já que não necessariamente quem emitiu a sua opinião é um eleitor ativo.

Repetindo o resultado do mês anterior, o pré-candidato do PSC, Jair Bolsonaro, foi o mais mencionado entre os 24 monitorados. Dos 5.089 tweets que continham a hashtag com o seu nome, 77,5% indicou uma intenção de voto positiva, demonstrando apoio ao político conservador. Já Lula, possível candidato pelo PT, se manteve em segundo lugar, mas obteve uma aprovação maior em relação a março, mesmo estando preso. No total foram 4.847 menções com o seu nome e a maioria, 64,4%, indicou que votaria nele. Dessas interações, 37,36% expressavam um sentimento positivo quando falavam do candidato, contra 24,16% que postaram frases com um tom mais negativo e a maioria, 38,48%, neutro. No mês anterior, o índice de rejeição ao petista superava o de aprovação.

A pré-candidata a presidente pelo PCdoB, Manuela D’Ávila, ficou em terceiro lugar no número de menções e teve um crescimento expressivo. Já com um alto índice de intenção de votos no mês de março, esse número cresceu ainda mais em de abril. Dos 1.513 tweets com o seu nome, 94,2% foram favoráveis a ela. Outro presidenciável que subiu na quantidade de menções foi o Joaquim Barbosa. Em abril foram 921 tweets com o seu nome, contra 80 que recebeu em março. Dos usuários que postaram sobre ele, 53,6% indicaram uma intenção de voto positiva.

Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT) foram outros candidatos monitorados que tiveram menos menções, porém com a maioria indicando o voto a seu favor. Já o pré candidato pelo Podemos, Álvaro Dias, foi o candidato da lista que teve uma porcentagem maior de rejeição do que aprovação. Mesmo com apenas 71 menções ao seu nome no Twitter, 64,8% afirmaram que não votaria nele.

A quantidade que expressou que votaria nulo também foi menor que o mês de março, com 356 menções contra os 740 do mês anterior.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>