Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Delegado da Polícia Federal assassinado era o responsável por investigar máfia do contrabando

6 de Maio de 2018 : 10:46

O delegado da Polícia Federal, Davi Aragão, assassinado na noite deste sábado (5), em sua residência no bairro do Araçagi, era o responsável por investigar a suposta Máfia do Contrabando, a qual seria liderada por delegado e militares. Inclusive ele é citado em um documento emitido pela Justiça Federal como sendo o próprio um dos que aceitou ouvir de forma sigilosa o soldado Paiva em acordo de delação premiada.

Assim como Davi Aragão, o Ministério Público Federal (MPF) era responsável por investigar uma quadrilha de contrabandistas que foi desbaratada no mês de fevereiro. Depósitos foram encontrados na zona rural de São Luís com uma grande quantidade de bebidas, drogas, armas e cigarros avaliada em 100 milhões de reais. Eles assumiram o controle das investigações depois que o caso foi remetido à Justiça Federal.

 

 

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>