Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Presidente do TJMA anuncia que deve iniciar obras da Cidade Judiciária em até seis meses

7 de Abril de 2018 : 09:29

O que parecia ser um sonho está prestes a se tornar uma realidade na gestão do desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos. A construção da “Cidade da Justiça” tem uma previsão de ser iniciada nos próximos seis meses, segundo revelou o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão.

De acordo com José Joaquim, o inicio do projeto não é tão fácil, pois além do Tribunal de Justiça, a obra envolve o Ministério Público e a Defensoria Pública. “Será feita uma licitação não só Poder Judiciário, mas também da Procuradoria Geral do Estado e da Defensoria Pública“, explicou o presidente.

Sem vaidades como o próprio definiu, a construção da Cidade do Judiciário pode se tonar a marca da gestão de José Joaquim que fica na presidência do TJMA até 31 de dezembro de 2019.

100 dias de gestão do TJMA

Além da revelação da construção da Cidade Judiciária, o presidente José Joaquim fez uma avaliação dos seus primeiros 100 dias de gestão: “Eu sempre tenho dito, compartilhado com todos, 30 desembargadores, cerca de 300 juízes e os 5502 servidores é uma gestão compartilhada, onde tudo que estou fazendo é sempre em conversa, em debates com meus pares”.

Sobre os principais avanços na sua gestão, José Joaquim destacou melhorias no Parque Tecnológico e no âmbito administrativo. “Apesar da crise financeira que o estado vive e o país, mas junto a sensibilidade do governador Flávio Dino, conseguimos um aumento de 5% (salarial), além de aumentar os planos de saúde e alimentação”, afirmou.

As declarações de José Joaquim foram dadas durante o lançamento do livro “Direito Constitucional da Família do vice-presidente do TJMA, Lourival Serejo, realizada na sexta-feira (6), no Salão Nobre do Palácio da Justiça.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>