Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Novo ofício confirma espionagem no Maranhão e deixa claro que não foi um ato isolado

20 de abril de 2018 : 21:00

Um ofício expedido nesta sexta-feira (20), pelo Coronel Zózimo, Comandante do CPI, confirmou a suspeita de espionagem que estaria ocorrendo por parte da Polícia Militar no Maranhão. No documento, o Militar orienta a suspensão da aplicação do memorando datado no dia 6 de abril de 2018.

De acordo com o documento assinado pelo Coronel Zozimo, todas as unidades subordinadas ao CPI, que desconsiderem o memorando que orientou a espionagem de adversários políticos do governador Flávio Dino.

O documento prova que a fala do governador Flávio Dino não é verdade, uma vez que teria sido atribuído ao Comandante Marcus de Barra do Corda, um ato isolado.

Porém para piorar, outro documento expedido no dia 9 de março pelo Coronel Alexandre de Araújo Brito, originário de Caxias, confirma a solicitação de dados eleitorais.

Fica cada vez mais claro que a espionagem não foi um ato isolado, mas sim praticado de forma deliberada na Polícia Militar do Maranhão.

Um comentário em “Novo ofício confirma espionagem no Maranhão e deixa claro que não foi um ato isolado”

  1. Manoel

    11 meses atrás  

    Me diga como o memorando de 06/04/2018. Pode aparecer em memorando do mês de março… e outra temos duas cores em letras… de assinaturas… fakenews… começaram já assim…além de ter assinaturas sendo scanead e colocado em novo documento.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>