Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Pedro Fernandes aponta ditadura do Judiciário em relação aos outros Poderes no Brasil

12 de março de 2018 : 09:42

O deputado Pedro Fernandes (PTB-MA) criticou, na terça-feira (6), decisões tomadas pela Justiça em diversas instâncias, e questionou se não estaria havendo, no Brasil, uma “ditadura do Poder Judiciário”. O parlamentar afirmou que o Judiciário precisa respeitar os Poderes Executivo e Legislativo.

“Um juiz de primeira instância pode proibir uma cidadã de tomar posse como ministra? Um ministro do Supremo Tribunal pode tomar decisões isoladamente? Um manda abrir inquérito contra o presidente da República; outro manda quebrar sigilo. Será que nós não estamos vivendo uma ditadura do Poder Judiciário? Eu pergunto: Isso pode, Arnaldo?”, ironizou Pedro Fernandes, usando um bordão do futebol.

Também na opinião do petebista, as transmissões ao vivo das sessões de julgamento nos tribunais superiores deveriam ser suspensas.

“As grandes democracias não têm isso. Quando estive em Bruxelas, em missão oficial da Câmara Federal, um deputado do Parlamento Europeu disse o seguinte: ‘O Brasil está correndo um grande risco, está transformando a sua democracia em um programa de entretenimento de televisão.’ E esse cidadão está certo. Aliás, é uma boa hora de tirarmos a televisão do Poder Judiciário”, declarou.

Auxílio-moradia

Pedro Fernandes ainda criticou a intenção de greve por parte de uma categoria de servidores públicos – que ganham vencimentos no teto remuneratório – por causa do corte do auxílio-moradia.

“Chama minha atenção, muito peculiarmente, que a categoria que quer fazer greve já é abastada e privilegiada neste país, enquanto outros não têm nada para comer ou, ao menos, sobreviver. Isso é lamentável. Nós precisamos refletir muito no país em que vivemos”, disse.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>