Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Tema diz que morte de Humberto Coutinho abre um grande vazio na política do Maranhão

2 de Janeiro de 2018 : 11:25

Parceiros desde 1990, Humberto Coutinho e o presidente da FAMEM, prefeito Cleomar Tema, tinham uma grande identificação. Com os olhos marejados pela emoção, em decorrência da morte do amigo, Tema disse que não são apenas ele e a família do presidente da Assembleia Legislativa que estão de luto, mas todo o Maranhão.

“O meu amigo, o meu companheiro Humberto Coutinho deixa um grande legado para as gerações futuras do nosso Estado. Foi um grande e autêntico líder, um homem leal aos seus ideais, cumpridor de suas palavras e que, por todos os seus predicados, era extremamente respeitado, tanto pelos amigos como pelos adversários”, ressaltou Cleomar Tema.

Visivelmente emocionado, o líder municipalista assinalou que ele e Humberto Coutinho estiveram nas trincheiras de luta por vários anos”.  Aprendi muito com o Humberto Coutinho, recebi muitas orientações dele e posso assegurar que foi um homem, um político e um pai de família extraordinário”, destacou.

Tema acrescentou que tanto a FAMEM, cujo prédio leva o nome do político falecido, como o município de Tuntum, estão de luto oficial por três dias.

“Inauguramos a nova sede da FAMEM, a Casa do Municipalismo Humberto Coutinho, em homenagem a este grande líder, que foi prefeito de Caxias por dois mandatos e que foi eleito duas vezes presidente da Assembleia Legislativa, mas que não teve a oportunidade de assumir o segundo mandato, pelo chamado de Deus”, disse Tema ao afirmar que o Maranhão jamais esquecerá os ensinamentos daquele que ele considera um dos maiores políticos maranhenses.

“Ele deixa uma história  de lutas, de ousadia e de conquistas, ao lado da esposa, a ex-deputada Cleide Coutinho”, finalizou.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>