Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

“Não tenho do que me arrepender” afirma Pedro Fernandes após veto de Sarney

3 de Janeiro de 2018 : 10:29

Pedro Fernandes (PTB) reafirmou a versão contada pelo jornal O Estado de São Paulo em relação ao veto do ex-presidente José Sarney a sua ida ao Ministério do Trabalho. No entanto de forma bem objetiva, ele respondeu ao ser questionado como se sentia, após o desenrolar da história: “não tenho do que me arrepender”. Dando a entender que faria tudo da mesma forma, caso fosse necessário.

Atualmente, Pedro Fernandes que foi secretário do governo de Roseana Sarney em várias oportunidades, agora está alinhado ao projeto de Flávio Dino (PCdoB), tanto que tem o filho, Pedro Lucas Fernandes (PTB), como titular na Agência Metropolitana. Por isso, não teria aceitado conversar com José Sarney.

Questionado sobre apoiar Flávio Dino, Pedro Fernandes também deixou em dúvida essa possibilidade ou pelo menos quis despistar: “cada dia com sua agonia”. 

Pedro Fernandes vai demonstrando que no atual momento é muito melhor estar com a Agência Metropolitana do que com o Ministério do Trabalho.

Um comentário em ““Não tenho do que me arrepender” afirma Pedro Fernandes após veto de Sarney”

  1. PABLO

    3 meses atrás  

    Graças a Deus e a Sarney que esse deputado inútil não sentiu sequer o cheirinho de ser Ministro.
    Muito fraco.
    Só vem ao Maranhão pra pedir votos aos otários.
    Se dizia do lado do PMDB e o próprio PMDB quem o chutou.
    Votou contra a reforma trabalhista e consequentemente contra o povo brasileiro.
    Ele e o filho que se vangloriem com essa Agência sem expressão metropolitana.
    Eu, minha família e meus amigos não votam nunca mais nem nele, nem no filho e nem nos irmãos dele.
    Pedro Fernandes nunca mais. Chega desse bando de velhos rabugentos na política.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>