Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Após chamar tucanos de golpistas, agora Flávio Dino diz que “PSDB é como se fosse seu partido”

Ao longo dos anos de 2015 e 2016, Flávio Dino (PCdoB), chamou todos aqueles que incentivaram e apoiaram o impeachment da presidente Dilma de golpistas. Principalmente o PSDB que foi o partido responsável por iniciar o movimento no Congresso Nacional. Agora em 2017 as vésperas da eleição e vislumbrando um possível isolamento partidário, o governador do Maranhão diz aos tucanos que o “PSDB é como se fosse seu partido”.

Vergonhosa a atuação do comunista que chega beirar algo ridículo. “Espero que o PSDB continue crescendo em nosso estado”, disse Flávio Dino. A frase só demonstra o puro oportunismo político daquele que pregou o discurso para dizer algo, mas na prática fazer algo totalmente diferente.

Flávio Dino tem uma clara posição de combate ao PSDB e dos demais partidos que foram a favor do impeachment de Dilma. Não à toa, ele vive entrando em polêmica com tucanos do eixo sul e sudeste. Recentemente, o comunista comparou o prefeito João Dória com o corrupto ex-primeiro ministro italiano, Berlusconi.

O governador do Maranhão está certo ao tentar usar o PSDB mais uma vez para seu projeto de poder, mas depois da eleição, novamente os tucanos vão ser tratados como a escória da política brasileira como já tratou Flávio Dino ao afirmar “golpistas não passarão”.

Resta ao PSDB qual espaço que lhe cabe…