Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

SINFA emite nota de apoio a Operação “Carne Fraca” deflagrada pela Polícia Federal

O Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária do Estado do Maranhão (SINFA) divulgou por meio de nota nesta segunda-feira (20), que apoia a Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal (PF).  No comunicado, a SINFA afirmou “lamenta que o setor tenha sido vítima do clima de corrupção que envolve a realidade brasileira”.

A nota assinada pela diretoria do SINFA ainda aponta que espera que a “apuração seja rigorosa e a penalização dos envolvidos seja exemplar” e ainda pede que o momento sirva de reflexão para a necessidade de de aplicar rígidos critérios na escolha de novos servidores e solicita que sejam feitos novos concursos públicos para os quadros do MAPA e AGED-MA.

Por fim, o SINFA aponta que seja aplicada a “tolerância zero” em relação a atos irregulares dos servidores da fiscalização agropecuário regional e nacional como forma de desestimular a corrupção e também os desvios de condutas.

Entenda o caso

Deflagrada no início da manhã de sexta, a Operação Carne Fraca envolve aproximadamente 1.100 policiais federais, que cumpriram 309 mandados judiciais, dos quais 27 de prisão preventiva, 11 de prisão temporária, 77 de condução coercitiva e 194 de busca e apreensão em residências e locais de trabalho dos investigados e em empresas supostamente ligadas ao grupo criminoso.

Segundo a PF, os agentes públicos, utilizando-se do poder fiscalizatório do cargo, mediante pagamento de propina, atuavam para facilitar a produção de alimentos adulterados, emitindo certificados sanitários sem qualquer fiscalização efetiva. Executivos de importantes companhias do setor, como JBS e BRF, estão entre os envolvidos.

Contato

Mande sua sugestão de conteúdo
E-mail: [email protected]
E-mail: [email protected]
WhatsApp: (98) 99112 5406

Siga-me no Twitter