Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

“Não sou dinista, nem sarneysista. Estou ao lado do povo de São Luís”, anuncia Wellington do Curso

5 de agosto de 2016 : 20:15

wellingtonconvencaoppDe forma serena, mas com um discurso muito emocionante e vibrante, Wellington do Curso conclamou a militância do PP, PSB, PSD e PHS para juntos marcharem por um nova São Luís. “No dia 1 de janeiro de 2017, São Luís será administrada por um prefeito com as digitais da população”, declarou. Porém o ponto alto do discurso do deputado estadual foi quando ele mais uma vez reiterou que ele representa o novo na política do Maranhão: “não sou dinista, nem sarneysista. Estou ao lado do povo de São Luís. Não tenho nenhum cargo no governo e nem na prefeitura. Nunca fui recebido pelo governador do Maranhão”.

Wellington enalteceu a presença e o apoio do senador Roberto Rocha (PSB), “aqui deixo claro que todos os partidos aqui irmanados, vieram sem nenhum conchavo, sem nenhuma troca de favores. O senador Roberto aderiu a nossa campanha e não fez nenhuma exigência. Muito obrigado, senador Roberto Rocha“.

O candidato a Prefeitura de São Luís pelo PP, também bateu forte na atual administração, ele afirmou que a atual gestão precisa ser substituída, mas trocada por pessoas que tenham capacidade e disposição de promover melhorias para a população da capital maranhense.

Wellington ainda pediu que todos se unam também em torno do projetos dos candidatos a vereadores do PP, PHS, PSB e PSD, pois o parlamentar afirmou que existe a necessidade de uma renovação do parlamento municipal. “Aqui será uma batalha do tostão contra o milhão, peço o engajamento de todos nos próximos 45 dias”, convocou a plateia.

Além das presenças de políticos como Roberto, o deputado federal André Fufuca, Clodomir Paz e vereadores, estiveram no ato político, a mãe e a filha de Wellington do Curso, que fizeram o parlamentar se emocionar e também o público presente.

Wellington encerrou o discurso declarando: “vejam todos os vídeos de Edivaldo de 2012. Edivaldo pode ser um bom pai, um bom filho, um bom marido, mas não é um bom gestor e o principal, ele não tem pulso, não é ele quem governa São Luís. Eu tenho independência política e isso não pode ser confundido com arrogância, vaidade. Não vamos prometer o que não podemos cumprir. De promessas todos nós já estamos cansados…”

A Convenção que anunciou Wellington do Curso como candidato terminou com uma forte de vibração e o candidato a prefeito pelo PP saiu com o sentimento de que sua campanha será vitoriosa, assim como dos companheiros que estiverem marchando junto.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>