Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Prefeito de São Bento atende MP, desativa hospital e denuncia perseguição do Governo do MA

17 de maio de 2016 : 18:22

reunião carrinho 2

O prefeito de São Bento, Carrinho Muniz (PSDB) tomou a decisão de desativar o Hospital de São Bento antes mesmo do recebimento da intimação do oficial de justiça.

Essa decisão foi motivada pelo descumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado entre o município de São Bento e o Ministério Público assinado pelo ex-prefeito Luizinho Barros, que atualmente se encontra na condição de “ficha suja” devido à várias irregularidades cometidas na sua gestão.

Por conta do não cumprimento do TAC por parte do ex-gestor, o MP entrou com uma Ação Civil Pública de execução de obrigação de fazer, contra o município em 26 de janeiro de 2011, mas o então procurador municipal José de Alencar Macedo resolveu “engavetar” ação.

Em de 18 de abril de 2011, o município de São Bento, por meio do seu procurador José de Alencar Macedo Alves , fez carga dos autos da ação de execução, na Secretaria Judicial, ficando com vista do processo.

Somente no dia 03 de janeiro de 2013, portanto, dois anos depois, o senhor José de Alencar Macedo Alves, já na condição de ex-procurador de São Bento, resolveu devolver os autos da ação de execução na Secretaria Judicial, sem qualquer manifestação, segundo afirmou o representante do Ministério Público Estadual, na época.

Por conta dessa situação, originada na administração Luizinho Barros, o MP exigiu que o prefeito Carrinho Muniz fechasse o hospital em razão das precárias condições estruturais em que se encontra a única casa de saúde do município. Sabedor dessa realidade, portanto, e temendo pelos pacientes e funcionários, o prefeito Carrinho e a secretária de Saúde Célia Mara, tomaram a decisão de fazer as transferências dos pacientes para a UBS do bairro da Outra Banda, que parece mais um hospital do que um Centro de Saúde.

PERSEGUIÇÃO

Além da herança maldita deixada pelo ex-prefeito de São Bento, o atual gestor da cidade tem reclamado da perseguição que vem sofrendo por parte do Governo do Estado, uma vez que este deveria ter concluído o hospital de 20 leitos, iniciado no governo Roseana Sarney, a pedido do Prefeito Carrinho Muniz e com recursos do BNDES. Essa obra encontra-se paralisada devido um pedido do ex-prefeito Luizinho Barros, na condição de Gestor Regional da Baixada (cargo do qual foi demitido após ser preso pela Polícia Federal) ao deputado Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e ao secretario Marcio Jerry (Articulação Política) para não concluírem a obra do Hospital em São Bento, pensando, estes, se constituir uma perseguição ao prefeito, no entanto eles agem contra à população do município e da região que seriam atendidas naquela casa de saúde.

reunião carrinho 1

Parceria com Pinheiro

Sem poder contar com o Governo do Estado, o Carrinho Muniz tomou a iniciativa de procurar o seu colega prefeito de Pinheiro, Filuca Mendes e fechou uma parceria, que se dará da seguinte forma: os pacientes que não puderem ser atendidos em São Bento, serão encaminhados e atendidos no Hospital Antenor Abreu em Pinheiro.

O prefeito Filuca se solidarizou com a situação da população de São Bento e aproveitou para dizer que vem sendo igualmente perseguido pelo governo Flávio Dino, que transformou o Hospital Macro Regional de Pinheiro, em um verdadeiro comitê eleitoral, só atendendo os aliados do candidato a prefeito do governador, o que vem revoltando pacientes de toda Baixada.

O prefeito Carrinho confirmou que, apesar de todas as dificuldades pelas quais passa o município de São Bento, vai reformar, com recursos próprios, o antigo Hospital de São Bento construído pelo ex-prefeito Isaac Dias, colocá-lo novamente para funcionar e atender o povo são-bentoense e demais municípios vizinhos como sempre fez.

Por fim, Carrinho Muniz agradeceu ao prefeito Filuca Mendes e disse que era isso que o governador deveria estar fazendo, ou seja, ajudando-os e não perseguindo e fazendo politicagem.

Um comentário em “Prefeito de São Bento atende MP, desativa hospital e denuncia perseguição do Governo do MA”

  1. Rogério Albuquerque moreira

    5 anos atrás  

    Esse governador nunca mais tem meu voto!!! Fora essas perseguições, ainda tem a precária situação que se encontra a MÁ 014

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>