Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

O PSB, o respeito a memória de Eduardo Campos e os “acordos de 2014”

25 de janeiro de 2016 : 11:34

elizianeduardoMuito do que vai ocorrer em 2016 nas eleições municipais no Maranhão ainda são frutos que foram plantados em 2014. Muitos acordos, alianças e promessas foram feitas para que o palanque do governador Flávio Dino fosse sólido, múltiplo e tranquilo para garantir o discurso forte como o tal: “Todos pelo Maranhão”. Afinal o projeto uniu os mais diferentes campos políticos no mesmo projeto.

Apesar das contradições por conta da pluralidade partidária, a narrativa deu certo, funcionou. Porém chegou a hora dos acordos, alianças e promessas serem cobradas, no estilo cobrança de faturas.

Vale lembrar que muitas promessas eleitorais acabaram não sendo cumpridas, basta olhar o Governo e observar quem está nele, quem está insatisfeito e quantos estão insatisfeitos com o Governo.

Mas esta análise tem um foco e ele é um acordo celebrado na presença de muita gente e feito entre Eliziane Gama e o PSB.

Em 2014, a então deputada estadual ensaiou uma candidatura ao Governo do Estado. Caso essa candidatura fosse para frente, o resultado da disputa estadual poderia ser imponderável já que além de grande prestígio político – como ficou claro na votação – Eliziane Gama também amealharia apoios de aliados do tal “Todos pelo Maranhão” dificultando o discurso de “unidade” e quebrando o antagonismo dos Sarneys e Anti-Sarneys.

Assim o PSB sob o comando na época do guerreiro e saudoso Eduardo Campos celebrou um acordo na presença de líderes da REDE (na época muitos estavam filiados ao PSB) dirigentes do PPS e muitos caciques locais do PSB; Zé Reinaldo Tavares, Roberto Rocha e o presidente estadual Luciano Leitoa. O acordo que foi público, na época foi celebrado sob a batuta do próprio candidato a presidência da República, Eduardo Campos, e foi pactuado e acertado por todos os dirigentes ali presentes. O acordo foi simples e enxuto, Eliziane Gama recuaria da candidatura majoritária ao Governo do Maranhão e disputaria em 2016 a prefeitura de São Luís com o apoio do PSB, que estava naquele momento assumindo o compromisso de apoia-lá.

Acordo feito, acordo celebrado e acordo fechado. Ocorre que Eduardo Campos faleceu tragicamente durante a disputa presidencial de 2014 e com isso infelizmente alguns membros do PSB habilmente esquecem ou fingem esquecer do acordo que foi feito.

Agora a pergunta é simples: o PSB vai honrar sua história e a memória de Eduardo Campos ou de maneira sorrateira fará de conta que o acordo feito nunca existiu?

3 comentários em “O PSB, o respeito a memória de Eduardo Campos e os “acordos de 2014””

  1. Francisco blak

    7 anos atrás  

    Emir não foi bem assim pelo que entendo o acordo foi apoio em alguns municipio para que a deputada foce eleita e não atrapalha-se a vitoria sobre o grupo Sarney

  2. LEÃO A .

    7 anos atrás  

    Esse jogo de bater de frente com ela é perigoso. Tem gente que está esquecendo que Maura Jorge é uma política diferenciada , tem quatro mandatos no legislativo como Deputada Estadual,teve grande liderança na AL e foi Vice Presidente , tem forte representatividade com prefeitos maranhenses, tem ciclo de amizade sólido na AL , tem votos espalhados no estado do Maranhão, ou seja, não estão lidando com uma “simples ” Prefeita de interior ” e esse é um dos motivos de quando mexem com ela , pessoas saem em defesa da mesma e assim dando mais e mais visibilidade ao nome dela a nível estadual, fortalecendo cada vez mais Maura Jorge. Maura Jorge é política para se ter como aliada , por isso Roseana Sarney, Zé Reinaldo Tavares, Luis Fernando, Arnaldo Melo ,sempre cultivaram esse vínculo. Ela não é de perseguir, não é de denegrir, porém não é de se omitir, é uma política de parcerias e que gosta de manter boa relação com todos. Leãozinho.

  3. LEÃO A .

    7 anos atrás  

    Esse jogo de bater de frente com ela é perigoso. Tem gente que está esquecendo que Maura Jorge é uma política diferenciada , tem quatro mandatos no legislativo como Deputada Estadual,teve grande liderança na AL e foi Vice Presidente , tem forte representatividade com prefeitos maranhenses, tem ciclo de amizade sólido na AL , tem votos espalhados no estado do Maranhão, ou seja, não estão lidando com uma “simples ” Prefeita de interior ” e esse é um dos motivos de quando mexem com ela , pessoas saem em defesa da mesma e assim dando mais e mais visibilidade ao nome dela a nível estadual, fortalecendo cada vez mais Maura Jorge. Maura Jorge é política para se ter como aliada , por isso Roseana Sarney, Zé Reinaldo Tavares, Luis Fernando, Arnaldo Melo ,sempre cultivaram esse vínculo. Ela não é de perseguir, não é de denegrir, porém não é de se omitir, é uma política de parcerias e que gosta de manter boa relação com todos. Leãozinho. Abraços

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>