Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

UFMA concede nesta terça título de Doutor Honoris Causa para Nauro Machado e Jackson Lago (in memoriam)

5 de outubro de 2015 : 07:53

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) entrega nesta terça-feira (6), o título de Doutor Honoris Causa, propostos pelo reitor Natalino Salgado ao poeta Nauro Machado e ao ex-governador Jackson Lago (in memoriam), que deve ser representado por Clay Lago. O título está considerado um passo de extrema relevância cultural e histórica para personagens que fizeram a história do estado e da universidade.

Ao conceder o título de Doutor Honoris Causa a Nauro Machado, o Conselho da UFMA o coloca em patamar devido da instituição acadêmica, reconhecendo formalmente a densidade e a qualidade da obra monumental de um dos maiores poetas da língua portuguesa. Nauro não é um poeta a mais, um versejador comum. Nauro é um pensador, um filósofo, que enxerga e traduz o mundo por uma ótica muito especial. Isso porque além do poeta magistral, Nauro é também um prosador de consistência excepcional, pai de prosa que em muitos aspectos explicam o poeta aparentemente hermético, que sempre flerta com a tragédia, mas que, lido com atenção, nos dá uma visão de mundo extraordinária, até com uma dose forte de lirismo. Para muitos, ler Nauro Machado é um desafio gigantesco. Mas a compreensão flui quando o leitor tem noção mínima da linguagem poética. Há, sim, problemas de assimilação pela profundidade filosófica e histórica. Os grandes poetas brasileiros, os grandes críticos da língua portuguesa e os bons leitores de poesia já o reconheceram como um poeta maior. O título reconhece sua identificação com a São Luís histórica, que o criou e que se tornou sua musa. A homenagem é, portanto, justa e oportuna.

Outro acerto do Conselho foi o título para o médico e professor Jackson Lago, que dedicou boa parte de sua carreira como professor do Curso de Medicina da UFMA. Se a justificativa fosse somente essa, associada à sua trajetória política, já estaria plenamente fundamentada. Ocorre que como médico, Jackson Lago, que se formou no Rio de Janeiro, se especializou em cirurgia do baço. Quando iniciou sua carreira de cirurgião nesta especialidade, ele revolucionou a medicina no Maranhão, porque na época – era o início dos anos 60 -, ele salvou muitas vidas, já que não havia ninguém com aquela formação. Tanto que ao longo da sua carreira como médico, Jackson Lago ficou conhecido pela sua competência como médico “salvador de vidas”. O cirurgião atuante se tornou professor de várias gerações de futuros médicos. Sabe-se que como docente do Curso de Medicina o médico Jackson Lago foi correto e disciplinado, sendo  reconhecido por todos pelo seu talento didático. A UFMA decidiu homenagear Jackson Lago também pela sua militância política em favor da democracia e das liberdades públicas. Contou para isso o fato de que foi combatente de peso contra a ditadura como um dos fundadores do PDT, juntamente com Leonel Brizola, depois que os militares lhes tiraram o PTB e o entregaram a Ivete Vargas. Sua militância política o levou à Assembleia Legislativa, à Prefeitura de São Luís em três eleições (1988, 1996 e 2000) e ao Governo do Estado em 2006.

A homenagem da UFMA ocorre nesta terça-feira (6), às 19h no Auditório Central da Cidade Universitária na região do Bacanga.

*Com informações de Ribamar Corrêa – Blog Repórter Tempo

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>