Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

“Eu gostaria que o PMDB fosse com Edivaldo”, revela Roberto Costa

14 de outubro de 2015 : 07:18

O deputado estadual Roberto Costa (PMDB), tornou público, algo que já era evidente, a sua simpatia pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). O parlamentar em conversa com este jornalista, declarou: “eu gostaria que o PMDB fosse com Edivaldo em São Luís”. A afirmação veio após ser questionado sobre os rumos do PMDB em São Luís e sobre a possibilidade remota de uma candidatura própria.

Roberto Costa não é mais presidente do diretório municipal do PMDB em São Luís. Desde o dia 29 de setembro, ele trocou seu domicílio eleitoral para Bacabal, onde deve disputar a eleição municipal do próximo ano. Apesar disso, o parlamentar mantém influência no partido, tanto que André Campos deve assumir o partido em definitivo, hoje presidido pelo vereador Fábio Câmara.

Mesmo com sua influência em São Luís, Roberto fez questão de lembrar que os rumos do partido serão definidos por João Alberto – presidente do PMDB no Maranhão – em sintonia com o diretório municipal. “O João Alberto também tem conversado com a Eliziane, a recebeu no partido. Independente da minha opinião, acredito que o partido deve escolher o que for melhor para ele”, explicou.

Em relação ao que seria melhor, Roberto lembra que o PMDB tem a sua importância e relevância no cenário político, afinal qualquer que seja o candidato a se aliar a legenda vai garantir quase 3 minutos de tempo na propaganda eleitoral na rádio e TV. Desta forma o deputado estadual classifica que a oferta de uma vaga de vice-prefeito para o partido seria reconhecer a sua importância.

Atualmente existe a possibilidade da secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe (PMDB), compor chapa com o prefeito em 2016. O nome da vereadora licenciada é o que mais agrada Edivaldo Holanda Júnior e também seria aceitável pelos membros do PCdoB. Mas também não é descartada a possibilidade de Eliziane Gama fazer a oferta pelo cargo ao partido.

Perguntado como está o relacionamento com Márcio Jerry – que é apontado como censor de uma aliança com o PMDB – Roberto Costa explica que é bom, mas também entende que eles queiram indicar o vice do prefeito e é legítimo. “Eles defendem os interesse deles, nós defendemos o nosso também”, argumentou.

Fontes garantem que um acordo entre Roberto Costa, Edivaldo e Márcio Jerry já foi fechado. O PMDB irá apoiar a reeleição do prefeito em São Luís em troca de apoio do governo na disputa em Bacabal.

Vale lembrar que em 2012 no segundo turno, Roberto Costa já apoiou Edivaldo Holanda Júnior.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>