Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

São Luís 403 anos: “sonhos do futuro, glórias do passado”

8 de setembro de 2015 : 08:45

Em São Luís vivemos “sonhos do futuro, glórias do passado”. Essa cidade encanta, tanto que desde sua fundação inspira aqueles que por aqui passavam.

Quando o Maranhão se resumia a São Luís, o navegador Simão Estácio da Silveira escreveu no livro “Relação Sumária das Coisas do Brasil”: “Das terras que Portugal conquistou, a melhor é o Brasil e o Maranhão é o Brasil melhor.”

Gilles Lapouge, o grande escritor francês, escreveu que São Luís “é a cidade mais bonita do Brasil e do mundo”.

Ao longo dos 403 anos, ela seguiu sendo homenageada e cantada por artistas locais e de fora. São Luís contribuiu com a formação desse país. Dos fundadores da Academia Brasileira de Letras pelo menos dez eram daqui.

São Luís cresceu! Não é mais a Cidade dos Azulejos. Já tem identidade própria, após várias denominações “Liverpool maranhense”, “Atenas brasileira”, “Jamaica brasileira”, hoje é mais conhecida por ser a Ilha do Amor, pois como afirmam: “o amor nasceu aqui”.

Feliz 403 anos de São Luís! Sem esquecer dos problemas, mas sempre apontando para um futuro próspero, lembrando das glórias do passado.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>