Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Othelino destaca na tribuna inauguração do Hospital Dr. Jackson Lago em Pinheiro

25 de setembro de 2015 : 16:21

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) registrou, na sessão de quinta-feira (24), o evento importante e histórico que acontecerá em Pinheiro, na próxima segunda-feira (28), quando o governador Flávio Dino (PCdoB) irá à Baixada Maranhense inaugurar o Hospital Regional Dr. Jackson Lago. Segundo o parlamentar, com este ato, ele vai corrigir injustiças históricas, permitindo que aquela região passe a ter um hospital que possa dar um atendimento de qualidade a milhares de pessoas que moram lá e no entorno.

Na tribuna, o parlamentar disse que fez o registro também para desmascarar aqueles que querem continuar repetindo mentiras sobre o hospital para ver se passam como verdades.  Segundo ele, o governador vai inaugurar, na segunda-feira (28), às nove horas, um grande hospital de média e alta complexidade, todo equipado, para o povo da Baixada Maranhense. “Ele não vai funcionar para eleitores de A ou de B e sim para atender todos os baixadeiros e maranhenses que lá estiverem e precisarem de assistência médica”, enfatizou.

“A população já vive, antecipadamente, a alegria e o entusiasmo de receber um hospital, de saber que não vai mais precisar vir às pressas a São Luís para conseguir atendimento. Muitas vezes, o baixadeiro, que não tem casa na capital maranhense, precisava ficar de favor na residência de alguém”, comentou o deputado na tribuna.

Sobre o fato de surgirem, neste momento, vários “padrinhos da obra”, Othelino disse que o mais importante é que o hospital funcione para atender aquela população sofrida, porque várias e várias vidas foram perdidas por falta de assistência médica. O parlamentar disse já ter visto, de perto, a precariedade do Hospital Antenor Abreu, em Pinheiro, que não tinha condições de dar nada mais do que um primeiro socorro emergencial. “Nos últimos anos, o atendimento de saúde, na região, só estava piorado”, frisou.

Histórico da obra do hospital

Segundo Othelino, é preciso lembrar que a ex-governadora Roseana Sarney, que iniciou a obra, na realidade, sequestrou R$ 11 milhões deixados pelo falecido governador Jackson Lago na Prefeitura de Pinheiro, durante a gestão do então Prefeito Zé Arlindo, adiando assim, em anos e anos, a realização de um sonho e, certamente, fazendo perder várias vidas por conta da mera mesquinharia política, característica marcante da ex-gestora.

O deputado lembrou também que depois, de forma eleitoreira, o grupo Sarney lançou, pelo menos, três vezes a pedra fundamental da obra, mas tudo só ficava no papel. “Depois, começaram a construir as instalações, novamente perto de uma eleição municipal, para tentar iludir a população e, claro, não deixaram o hospital pronto e sim o prédio, assim como outras dezenas de esqueletos espalhados pelo Maranhão”, afirmou.

Othelino contou que o atual governo encontrou no prédio uma parede de gesso que, até hoje, ninguém conseguiu entender para que serviria. “Dizem que era para poder entregar o hospital, colocar algumas coisas na primeira parte e dá a impressão de que ele estava pronto para funcionar, tal qual fizeram em Zé Doca e em vários outros municípios, onde fingiram que estavam inaugurando e depois  levavam equipamentos para um outro, onde tudo se repetia”, afirmou.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>