Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Flávio Dino já admite mudanças pontuais em seu governo ainda este ano

10 de julho de 2015 : 09:18

Ao contrário do que foi disseminado, Flávio Dino afirmou que ainda este ano, podem ocorrer mudanças pontuais em seu governo. A informação foi publicada por blogueiros aliados ao Palácio dos Leões, que em suas próprias postagens publicizaram a possibilidade do governador realizar trocas nas secretarias que achar necessário.

Como já dito aqui anteriormente, Flávio deseja fazer mudanças em alguns cargos, mas como ele não gosta passar a impressão de que erra, resiste as trocas e o outro motivo é o próprio vazamento de informações, que lhe irrita profundamente.

Flávio Dino pode até negar, mas o nome de Paulo Matos foi indicado sim para substituir o nome de Ester Marques na secretaria de Cultura.

O comunista vai dizer que é mentira, mas também anda insatisfeito com o trabalho de Marcelo Coelho na Secretaria de Meio Ambiente, só não tem coragem de exonera-lo, pois sabe que seria um rompimento prematuro com o senador Roberto Rocha. É o próprio Flávio Dino que faz cobranças por resultados da SEMA, que nunca apareceram.

O Governador e o secretário Márcio Jerry vão dizer que são inverdades, mas também a Comunicação vem enfrentando problemas e a licitação não agradou nada a turma comunista.

Planejamento e Saúde também tem seus problemas, mas por falta de nomes e coragem, mudanças não devem ser processadas. O Governo prefere bancar o erro do que admitir as falhas e quem sabe uma reforma administrativa mais ampla, deve ocorrer somente em fevereiro de 2016.

A propósito, a regra de que os secretários não poderiam disputar eleições em 2016, já caiu. Neto Evangelista (PSDB), Bira do Pindaré (PSB), Simplício Araújo (SD), Clayton Noleto (PCdoB), Rosangela Curado (PDT) e outros, trabalham visando uma viabilização de candidaturas a prefeito.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>