Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Mudanças no governo Flávio Dino começam a ser definidas. Já tem secretário “demitido”

30 de junho de 2015 : 09:00

Após os festejos juninos e vencidos os prazos de cumprimento de metas de 30, 60, 90, 120 e 180 dias, estipulados pelo governador Flávio Dino, inicia-se a partir dessa semana um processo de avaliação do trabalho do secretariado como um todo. Já existe uma lista de secretários que estão incomodando o chefe do Estado e o secretário Márcio Jerry (PCdoB), seja por incompetência ou por inabilidade política. Por enquanto entre as mudanças que devem ser processadas somente o nome de Ester Marques é dado como certo.

A informação de que a troca na Secretaria de Cultura é uma certeza, foi confirmada por membros do alto escalão do governo que atuam no Palácio Henrique de La Roque e tem trânsito aberto no Palácio do Leões. Inclusive já houve indicação do nome do suplente de senador Paulo Matos (PPS), para substituir a técnica. Ester Marques vem balançando no cargo desde quando Eliziane Gama e o PPS romperam com ela em meados de fevereiro, por não concordarem com atitudes políticas tomada pela professora universitária.

No entanto, os secretários Márcio Jerry (Articulação Política) e por incrível que pareça -, mesmo com todas desavenças na UFMA – Chico Gonçalves (Direitos Humanos), estariam “segurando” a secretária Ester Marques e evitando a “queda” prematura.

A princípio parece ocorrer que é uma pressão da deputada federal Eliziane Gama, exigindo a troca, mas em conversa com a parlamentar, ela afirma que nunca mais tocou no assunto com o governador ou qualquer membro do governo e nem foi procura-los para indicar nomes.

Naturalmente, Paulo Matos é um nome próximo de Eliziane e ele ocuparia um cargo que voltaria a garantir espaço do PPS no governo. De tão certa a mudança, o suplente de senador aproveitou os últimos dias para visitar arraiais, ele esteve presente em vários, entre eles na Vila Palmeira, onde visitou todas as barracas.

Porém a exoneração de Ester Marques não é algo tão simples, os comunistas querem arranjar uma justificativa para a saída da professora, tanto que buscam uma articulação com a UFMA para que ela volte a instituição ocupando algum cargo, como por exemplo de pró-reitora, o que justificaria a saída da SECMA. Por enquanto a negociação está emperrada.

Ester deve deixar o governo não por incompetência, afinal realizou um bom São João e tem seu trabalho reconhecido pelo governador e por alguns secretários – o que não é o suficiente para lhe manter no cargo – porém por falta de habilidade política entrou em rota de conflito com muita gente “graúda” no Estado, inclusive outros titulares de pastas. Mais do que isso, “brigou” com quase todos os segmentos de atuação na Cultura.

A queda de Ester Marques é tão certa que os próprios servidores da SECMA, já dão assimilam a saída da titular da pasta, inclusive o clima de São João foi em tom de despedida, mas em compromisso com a secretária, buscaram garantir a realização de uma grande Festa Popular.

A troca na pasta da Cultura será apenas a primeira de algumas outras que devem ser processadas na primeira reforma administrativa do governo comunista. Em postagem posterior a ser publicada neste blog, este jornalista trará informações mais completas dos nomes que correm riscos de exonerações, assim como o jogo de influência do PCdoB na Universidade Federal do Maranhão.

Um comentário em “Mudanças no governo Flávio Dino começam a ser definidas. Já tem secretário “demitido””

  1. RAIMUNDO CALCADA

    5 anos atrás  

    Diego, por favor, onde você viu um bom São João por parte do Governo do Estado: Não esse ano. Apenas uma semana de eventos, apressada e sem sal. A festa da FUNC foi bem melhor. E quem é Paulo Matos? Mais um ilustre desconhecido que nada tem a ver com Cultura. Minha nossa! De fato, a SECMA, que já servia de máquina de lavar dinheiro, agora virou de vez o aparelho sanitário dos políticos. Quanto a Ester, só não viu quem não quis. Todo mundo sabia o que iria acontecer e que ela não demoraria muito noc argo. Não deu outra.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>