Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Arquidiocese de São Luís emite nota condenando ofensas de Flávio Dino e reconhece trabalho de padre chamado de “mensaleiro”

29 de junho de 2015 : 15:39

A Arquidiocese de São Luís por meio da Comissão de Justiça e Paz emitiu uma nota repudiando a postura do governador Flávio Dino (PCdoB), que atacou o Padre Roberto Perez Cordova ao afirmar que o reverendo recebia uma espécie de “mensalinho” no governo Roseana Sarney (PMDB) e também nos três primeiros meses do governo comunista. A nota assinada por Cecília Amim com o visto de Dom Belisário afirma que Flávio agiu com “indelicadeza” e que o padre Roberto Perez Cordova tem um trabalho reconhecido e respaldado pela Igreja Católica do Maranhão.

“É de nosso conhecimento que o Padre Roberto Perez Cordova teve um contrato com o Governo do Maranhão, para atuar junto aos presídios, dando assistência religiosa aos presos e presas, o que pode ser comprovado com o testemunho de todos os membros da Pastoral Carcerária, pelos próprios apenados e apenadas do Complexo Penitenciário de Pedrinhas e de todo o Maranhão, trabalho que exerceu, com seriedade e compromisso cristão, uma vez que o cargo existia e ainda existe, tanto assim, que desde a demissão do sacerdote, foi contratado para substitui-lo por um representante de outra igreja”, aponta trecho da nota.

A Arquidiocese de São Luís lamenta que o governador tenha atingido a dignidade do padre Roberto Perez Cordova e presta solidariedade ao reverendo “neste momento de achincalhes e dor“. A nota ainda explicita que o Padre vive de forma humilde na periferia da capital maranhense.

Por fim a Arquidiocese de São Luís diz que o padre jamais se moveu por locupletar com cargos e benesses do Poder Público, muito pelo contrário, pois Roberto Perez Cordova tem compromisso “com Jesus Libertador”.

Essa deve ser a primeira reação de uma entidade católica aos ataques públicos do governador Flávio Dino contra a religião cristã. Padre Claudio Bombieri que escreveu o texto “Deu a louca no governador do Maranhão?” é muito respeitado na CNBB e já teria sido procurado pela Regional Nordeste 5 para apresentar seu relato sobre o que ocorreu no estado e uma nota em solidariedade ao Padre Roberto Perez Codova deve ser lançada.

notaarquidiocese

notaarquidiocese2

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>