Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Quatro detentos são “resgatados” do Complexo de Pedrinhas nesta madrugada

5 de abril de 2015 : 09:49

A madrugada deste domingo (5) foi de terror na região onde fica localizado o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, tido como de segurança máxima. Por volta das 4h10, homens fortemente armados invadiram e dispararam tiros contra o principal presídio do Maranhão. O objetivo da ação criminosa foi resgatar quatro detentos.

Munidos de fuzis AK 47, calibre 7.62 e 556 – ambas comumente utilizadas por traficantes no Brasil – os homens estacionaram em frente ao Complexo de Pedrinhas em duas pick-ups e uma Saveiro, e atiraram contra o presídio e a base da Polícia Militar do Maranhão. Durante o resgate do presos, uma escada chegou a ser levada e utilizada pelos bandidos.

A menos de 1 km do presídio existe um posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que acabou sendo alvo de ataques. Foram efetuados vários disparos contra os agentes de plantão, atingindo um destes no pé. No momento estavam seis policiais em atividade.

A informação do ataque foi confirmada pelo Inspetor Antônio Noberto, superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Maranhão. “Nesta madrugada, uma ação de bandidos em Pedrinhas resultou no resgaste de quatro detentos. Na saída eles alvejaram nosso posto, foram mais de quatro disparos”, informou.

O agente da PRF, informou que o agente atingido passa bem e que por conta da bota que eles utilizam em serviço, o tiro não trouxe nenhum agravante.

Antônio Noberto informou que a PRF está a procura dos homens, assim como os homens do Batalhão de Choque, que chegaram a trocar tiros com os detentos na saída. O inspetor ainda revelou que uma caminhonete S-10 foi abandonada em Campo de Perizes já fora da ilha de São Luís e uma L-200 foi tomada de assalto. A busca prossegue na região do Munim, próximo as cidades de Rosário e Morros, distante cerca de 100 km da capital.

Por meio de sua assessoria a secretaria estadual de Segurança diz não possuir informações sobre o caso e que estava sob responsabilidade da secretaria estadual de Justiça e Administração Penitenciária, que por sua vez ainda não repassa informações sobre o ocorrido.

Histórico

A fuga de detentos registradas nesta madrugada de domingo (5) é a terceira ocorrida somente em 2015. Em fevereiro, três detentos fugiram durante o banho de sol e no último dia 22 de março, outros quatro presidiários conseguiram fugir, após serrarem a grade de uma cela. Com o novo episódio, já são 11 detentos que fugiram do Complexo Penitenciária de Pedrinhas neste ano.

Ainda este ano foram registradas duas mortes de detentos no principal presídio do Maranhão. No ano passado foram registradas, dezesseis mortes. Pedrinhas é considerado uma das casas de detenção mais sangrentas do país.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>