Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

UFMA inicia processo de reforma, melhorias e adequação do Palacete Gentil Braga

6 de março de 2015 : 07:17

A Universidade Federal do Maranhão dará inicio na próxima semana a reforma do Palacete Gentil Braga (Rua Grande, 782, Centro), local onde funciona o Departamento de Assuntos Culturais – DAC da Pró-reitoria de Extensão. O órgão é responsável por fomentar a produção cultural e artística no âmbito da universidade.  A obra está orçada em R$ 3.697.568,05, com prazo de 12 meses para a conclusão.

O prédio abrigará na área do porão e do pavimento superior salas de aula, áudio visual, música, artes plásticas, biblioteca, administração e de consulta. Contará também com cine-teatro para cem pessoas, cujo espaço será composto por foyer, palco camarim, cabine de controle de som, imagem e projeção. O primeiro pavimento será ocupado por uma sala de recepção, gabinete, assessoria de imprensa e sala de reuniões, além de duas salas de divisão técnica, dois espaços de exposições, sala de arquivo, sanitários femininos e masculinos, copa e almoxarifado.

Para o reitor Natalino Salgado, que visitou o prédio no último domingo com os engenheiros responsáveis pela obra, além de recuperar uma joia do patrimônio arquitetônico da cidade, a UFMA se coloca como protagonista da cena cultural do Estado com a reforma do Gentil Braga. “O palacete tem grande tradição como espaço dedicado às artes e, ao fim da restauração, estará ainda mais qualificado para atender às diversas formas de expressão artística”, avalia.

Segundo o diretor do Departamento de Assuntos Culturais, Gersino Martins, a restauração do prédio irá fortalecer ainda mais os projetos artísticos da universidade. “O DAC contempla todas as linguagens artísticas e culturais, restaurado, valorizará ainda mais essas atividades”, salientou. São produzidos pelo Departamento eventos que há muito fazem parte do calendário cultural da cidade, como o Festival Maranhense de Coros – FEMACO, o Festival Guarnicê de Cinema, e o Festival Vídeo de Bolso, entre outros.

Com o processo de reforma e adaptação do Palacete Gentil Braga, a sede provisória do DAC passa a ser o antigo prédio da Casa de Estudante, localizado na Rua Humberto de Campos, n° 174, Centro.

Saiba mais

Localizado na Rua Grande, esquina com a Rua do Passeio, o prédio foi edificado no inicio do século XIX, com 195 anos de existência, o Palacete Gentil Braga, ou Palacete do Canto da Viração, foi palco de encontro de artistas e intelectuais maranhenses no século XIX. Lá eram realizados saraus, reuniões e festas frequentadas por ilustres intelectuais que fizeram parte da história da nossa literatura. Nomes importantes como Odorico Mendes, Gonçalves Dias, Sousândrade, João Lisboa, dentre outros. O palacete foi residência oficial de Gentil Homem de Almeida Braga, figura importante da literatura maranhense, poeta e escritor da metade do século XVIII e do primeiro Vice-Cônsul inglês no Maranhão, John Hesket, em 1808.

O prédio possui uma fachada revestida de azulejos portugueses, do fim do século XIX, composto por um pavimento, porão alto e mirante em torre.  Apresenta elementos da arquitetura colonial, apresentando elementos ornamentais neoclássicos e arcos ogivais do neogótico.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>