Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Flávio Dino tem almoçado “quentinhas” no Palácio dos Leões

2 de fevereiro de 2015 : 08:00

Blog do Aquiles Emir

Desde que assumiu o Governo do Estado, em 01 de janeiro deste ano, Flávio Dino (PCdoB) tem adotado uma regra, considerada até certo ponto exagerada, de não se servir da cozinha do Palácio dos Leões, mesmo quando sua agenda de trabalho exige emendar os dois turnos. Para almoçar, segundo informa o secretário chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, o governador manda comprar quentinha em restaurantes da cidade, Cabana do Sol, Maracangalha e outros, de acordo com a opção de comida do dia. “Pelo menos duas ou três vezes ele já fez isto“, disse Marcelo Tavares, acrescentando que, como fez opção de continuar morando em seu apartamento, Flávio Dino faz suas refeições em casa, custeadas pelo seu próprio bolso.

Ainda de acordo com o Chefe da Casa Civil, ainda não foi definido o que fazer com a compra de alimentos e bebidas licitada ainda no Governo de Roseana Sarney, que importou numa despesa de cerca de R$ 600 mil, com a inclusão de bacalhau, salmão, sorvetes, biscoitos finos etc. Uma comissão foi constituída para tratar do assunto e mesmo que seja mantida a licitação haverá cortes de itens e quantidades, pois o volume é considerado um exagero. “Temos que manter o mínimo para recepções de Governo”, justifica.
Marcelo Tavares também disse que até o momento não houve nenhum jantar servido a convidados na sede do Governo. Nem mesmo ao deputado Arlindo Chinaglia, que foi recebido no Palácio dos Leões, na sua campanha para presidente da Câmara dos Deputados, teria sido servido jantar, como chegou a ser noticiado. “Até onde eu sei não houve jantar no Palácio”, informou o secretário. Segundo Marcelo, todas as medidas servem de exemplo sobre a condução dos gastos no Governo. “Acabou o tempo em que ali era servida lagosta”, ironizou.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>