Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Veja o vídeo que deve resultar na cassação do Prefeito de Raposa nesta quinta(29) no TRE

29 de janeiro de 2015 : 14:36
Blog do Domingos Costa

A diferença no resultado da eleição de 2012 no Município de Raposa foi de apenas 185 votos. O prefeito eleito Clodomir de Oliveira, obteve. 6.040 votos (46,45%), e a segunda colocada Talita Laci saiu das urnas com 5.855 votos (45,05%).
Na época, líder das pesquisas de intenção de voto nas eleições, Talita Laci decidiu mover ação contra Clodomir Oliveira, na qual o acusou de compra de votos dias antes do pleito, alegando que foi este o motivo de ter sido derrotada nas eleições.

Clodomir é acuada de compra de votos na eleição de 2012
Na Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Processo n.º 697-31.2012), a Coligação da candidata segunda colocada, pediu a cassação dos diplomas do prefeito e vice-prefeito. Entre as provas, uma deixou claro ao Juiz da 93º Zona Eleitoral, Osmar Gomes dos Santos, que houve captação ilícita de sufrágio e abuso de poder econômico na eleição de 2012.
O vídeo comprometedor mostra claramente a desigualdade no pleito eleitoral. As imagens e áudio escandalosos comprovam que o candidato Clodomir (PRTB) cometeu crime eleitoral.
Por essa razão, no dia 14 de agosto de 2014, o juiz Osmar Gomes acatou a ação contra o gestor e determinou o afastamento imediato de Clodomir de Oliveira do cargo, para Câmara Municipal empossar a segunda colocada, a candidata Talita Laci.
No entanto, através de liminar no dia 16 de setembro de 2014, o TRE-MA decidiu pelo retorno do prefeito Clodomir e do vice Messias, aos seus respectivos cargos, até o julgamento do mérito da ação contra a cassação dos diplomas dos acusados, que acontece na tarde desta quinta-feira 29/01.DETALHES DO VÍDEO

Candidata a vereadora que aparece comprando votos no vídeo foi braço direito do Prefeito Clodomir durante a campanha eleitoral
O vídeo é protagonizado pela então candidata a vereadora do mesmo partido do Prefeito, o PRTB, Elenilde Saraiva Araújo, que disputava uma vaga na Câmara. Ela foi flagrada comprando de forma descabida, votos de eleitores do Município. Tudo acontece dentro de uma residência no bairro do Cumbique, exatamente um dia antes da eleição, dia 06 de outubro (sábado), pontualmente ás 10h35 e 02 segundos, como intitula o vídeo.
São exatamente 47 segundos de gravação, que mostra claramente a compra de votos, deixando nítidas as imagens das várias cédulas de R$ 10 reais e uma lista de eleitores que receberam o dinheiro sujo da corrupção. A candidata aparece sentada, de vestido com listra azul e uma bolsa de artesanato – tipo palha – onde ficam as inúmeras cédulas.
Com uma lista escrita a punho, a relação com nomes de eleitores beneficiados pela compra de votos é devidamente conferida após a entrega da quantia em dinheiro estabelecida no acordo. Um montante de santinhos do candidato Clodomir e de seu vice Messias aparecem no vídeo, em cima de uma  mesa, onde são recolhidas as cédulas que provam a ilegalidade. Nos dois braços, a candidata aparece com duas ligas de borracha.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>