Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Absurdo! Mais de 36 mil “pescadores” maranhenses estão recebendo seguro defeso no Rio de Janeiro

30 de dezembro de 2014 : 15:57
Junior Verde era é o responsável pelo setor da pesca no MA

Blog do Aquiles Emir* Com edições

Cerca de 36 mil pescadores artesanais com residência no Maranhão recebem do Governo Federal seguro defeso no Estado do Rio de Janeiro. A informação foi dada pelo novo ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, que participou nesta segunda-feira (29) da coletiva de imprensa em que foram anunciadas medidas com vistas a uma economia de R$ 18 bilhões por ano, nos cofres da Previdência Social, a partir de 2015. A “minirreforma previdenciária” foi anunciada após reunião dos ministros com centrais sindicais, entre elas CUT e UGT, no Palácio do Planalto. Também participaram da coletiva a atual ministra do Planejamento, Mirian Belchior, e o ministro do Trabalho, Manoel Dias. Entre as mudanças definidas está a triplicação do período de trabalho exigido para que o trabalhador peça pela primeira vez o seguro-desemprego.

Em entrevista no Bom Dia Brasil desta terça-feira (30), o futuro ministro da Previdência, Carlos Gabas, disse: “Nós identificamos 36 mil pescadores artesanais do Maranhão recebendo seguro defeso no Rio de Janeiro. Eu não posso facilitar a vida de fraudadores, pessoas mal intencionadas que se inscrevem como pescadores artesanais, e como o programa não tem uma carência ou comprovação objetiva, essas pessoas têm acesso aos benefícios”.

Os pescadores são indicados para receber seguro defeso, pelo período que ficam proibidos de pescar, para que haja procriação de peixes nos mares, rios e lagos, pelo Ministério da Pesca, que era dirigido pelo senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), que tem sua base eleitoral no estado em que os maranhenses foram indicados para ter essa remuneração. O Ministério da Pesca tinha como superintendente no Maranhão o deputado estadual eleito Júnior Verde, irmão do deputado federal Cleber Verde, ambos do PRB, e que tiveram votações surpreendentes na eleição de outubro passado. O Maranhão tem 150 mil pescadores amparados por este benefício.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>