Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Rosangela Curado será subsecretária de Saúde no governo Flávio Dino

31 de outubro de 2014 : 09:31
A candidata a deputada federal Rosangela Curado (PDT), será a subsecretária estadual de Saúde no governo Flávio Dino. A informação foi repassada pelo titular da pasta, Marcos Pacheco. A pedetista que obteve 37.726 votos na disputa por uma vaga na Câmara Federal, agora terá a oportunidade de demonstrar sua capacidade, auxiliando na gestão da saúde estadual.

Formada em odontologia, Rosangela Curado já trabalhou, prestando consultoria no setor de saúde pública a algumas cidades maranhenses. Porém em 2012, decidiu disputar a prefeitura de Imperatriz e terminou em segundo lugar. Desde então, ela vem se dedicando a vida política e agora retomará a ocupar um cargo técnico.

De acordo com Marcos Pacheco, a função de Rosangela Curado não será restringida somente a uma área, por isso ela não será secretária adjunta, mas sim a subsecretária que estará acompanhando todos os processos da SES e terá a capacidade de auxilia-lo e contribuir para melhor gestão da saúde estadual.

Rosangela Curado já era cotada para assumir como titular uma pasta no governo de Flávio Dino, porém com a predisposição da pedetista disputar a prefeitura de Imperatriz em 2016, o governador eleito deve ter preferido coloca-la em um segundo escalão já prevendo uma possível saída dela, o que ocasionaria uma quebra de planejamento de sua administração.


2 comentários em “Rosangela Curado será subsecretária de Saúde no governo Flávio Dino”

  1. Anonymous

    6 anos atrás  

    E AGORA????????
    sexta-feira, 8 de agosto de 2014
    Candidata a deputada é caçada pelo SUS para devolver mais de 8 milhões….
    Imperatriz – A denúncia apareceu no Portal Brasil 247, de São Paulo, e ganhou espaços nos blogs locais: Rosângela Curado, ex-secretária da Saúde de Imperatriz e Coelho Neto, e ex-candidata a prefeita de Imperatriz, está no centro de um escândalo que simula mais de 190 mil tratamentos de glaucoma para desviar R$ 8.278.517,20 do Serviço Único de Saúde (SUS). Curado desmentiu por escrito, mas tudo que ela alega cai por terra diante do que comprova o relatório 11765 do Departamento Nacional de Auditoria do SUS (disponível na Internet). Ela terá que devolver o dinheiro.
    De acordo com a matéria do Portal Brasil 247, para um único médico, Rosângela Curado pagou R$ 3.382.792,89 em 11 meses. O recorde foi cravado em abril de 2011, um mês que teve somente 19 dias úteis no qual o clínico geral teria feito 13.490 procedimentos, o que significa ter tratado até 26.980 olhos. Caso esse médico tenha suportado jornadas diárias de até 10 horas em pé, tratando de tantos olhos, cada procedimento teria durado no máximo 25 segundos, isso sem considerar a necessidade de tempo para a troca de pacientes. Impensável, ainda mais considerando que nem oftalmologista ele era. Naquele mês esse “supermédico” faturou sozinho R$ 655.853,69.
    As contas escandalosas de Rosângela Curado
    Nos 19 dias úteis de abril de 2011 o médico Diego Carolino Marques Vilmar, que não é oftalmologista, conseguiu faturar, sozinho, R$ 655.853,69, fazendo procedimentos a um preço médio de R$ 48,00. Para isso ele teria atendido 13.490 pacientes e tratado de 26.980 olhos. Considerando que ele teria suportado 10 horas ininterruptas por dia atendendo nos ambientes tumultuados dos mutirões, ele teria dedicado exatos 25 segundos por olho operado ou examinado, com espaços de menos de um segundo entre um paciente e outro. A auditoria do SUS disse que isso seria impossível e determinou que Rosângela Curado devolva esse dinheiro.
    O mesmo Diego Carolino repetiu jornadas extensas e igualmente rentáveis por onze meses seguidos, de julho de 2010 a junho de 2011, embolsando R$ 3.382.792,89 no período, média de R$ 307.526.618,00 por mês, a maior individual da história do SUS de todos os tempos, sem nenhuma chance de ser algum dia igualada.

  2. Flávia do Coroado

    6 anos atrás  

    Diego vc disse que faria outra matéria contando os fatos reis e até agora nada! Citou o secretário sem entrevistá-lo

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>