Diego Emir | Poder, Política e Sociedade

Ministério da Saúde realiza seminário “Mais Médicos” na UFMA

3 de julho de 2014 : 07:52

Após dez meses do Programa Mais Médicos, o Ministério da Saúde, realizou ontem (1º), no Auditório Central da UFMA, o Seminário Estadual Mais Médicos para o Brasil, Mais Saúde para os Brasileiros, com o tema ‘Impactos e Avanços do Programa mais Médicos no Maranhão’. O seminário tem como objetivo apresentar os impactos iniciais do programa e promover um debate sobre os avanços que o Mais Médicos proporciona no conjunto da sociedade.

Na abertura do seminário, o reitor da UFMA, Natalino Salgado, ressaltou a parceria da UFMA com o Ministério da Educação na execução de grandes projetos do Governo Federal na área de saúde e educação e frisou que a universidade teve uma participação muito ativa no processo de implantação e no debate político para defender o projeto do Programa Mais Médicos. O reitor ainda renovou o compromisso da UFMA em trabalhar junto com o Conselho Nacional da Educação mudando os projetos pedagógicos com novas diretrizes. “Nós não poderíamos deixar de estar nesse processo. Estamos formando médicos profissionais que possam atuar bem nas localidades mais necessitadas de atenção básica e social”, concluiu.

O secretário de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde, Hêider Aurélio Pinto, que na ocasião estava representando o ministro da Saúde, Arthur Chioro, fez um balanço geral e positivo dos dez meses do Programa Mais Médicos. Segundo o secretário, é importante perceber que o programa tem um grande investimento, e o Governo Federal passou a considerar definitivamente a atenção básica como prioridade.

De acordo com os dados apresentados por ele, em todo o Brasil, o Ministério da Saúde está investindo 15 bilhões de reais até 2014 para melhorar a infraestrutura dos serviços de saúde, sendo que 7,4 bilhões de reais já estão em execução e 5,5 bilhões de reais são recursos novos, além de 2 bilhões de reais para 14 hospitais universitários. Os recursos novos compreendem 4,9 bilhões de reais para construção de seis mil Unidades Básicas de Saúde e reforma e ampliação de 11,8 mil unidades, e 630 milhões de reais para construção de 225 Unidades de Pronto Atendimento, as UPAs.

O médico cubano participante do programa, Orlando Castro, elogiou a estrutura organizacional do Mais Médicos e agradeceu aos colegas médicos brasileiros que trabalham juntos. Também estavam presentes no Seminário a secretária de Saúde de São Luís, Helena Duailibe; o coordenador de Saúde Indígena, Alexandre Oliveira Cantuária; o prefeito de Alcântara, Domingos Santana; a prefeita de Guimarães, Nilce Farias Ribeiro; e a prefeita de Governador Eugenio Barros, Maria da Luz Figueireido.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>